Connect with us

Entretenimento

“Carpe Diem”, o incrível poema de Walt Whitman que nos incentiva a lutar por nossos sonhos

mm

Publicado

em

[O Segredo]

Walter Whitman, que viveu há mais de um século, foi uma pessoa realmente singular!

Jornalista, ensaísta e também poeta, considerado por muitos um dos maiores poetas dos Estados Unidos, e até mesmo de toda a literatura moderna ocidental, ele continua a inspirar o mundo com sua sabedoria traduzida em palavras.

Trazemos hoje um poema realmente incrível de Whitman, chamado Carpe Diem. Essa é uma expressão em latim, que significa aproveite o dia (momento). Hoje em dia, é usada em um contexto positivo, otimista, mas sua origem não é tão feliz.  Na época da decadência do Império Romano, o termo Carpe Diem representava “cada um por si”, mostrando a instabilidade e insegurança de cada novo dia.

O poema nos faz refletir sobre a necessidade de vivermos cada dia intensamente, aprendendo nossas lições e seguindo em direção aos nossos sonhos e ao nosso crescimento pessoal.

Como a vida não é eterna, devemos viver em autenticidade, fieis ao nosso propósito.

Leia abaixo e reflita sobre as sábias palavras de Walt Whitman.

Carpe Diem (Walt Whitman)

Aproveita o dia!
Não deixes que termine sem teres crescido um pouco.
Sem teres sido feliz, sem teres alimentado teus sonhos.
Não te deixes vencer pelo desalento.
Não permitas que alguém te negue o direito de expressar-te, que é quase um dever.
Não abandones tua ânsia de fazer de tua vida algo extraordinário.
Não deixes de crer que as palavras e as poesias, sim, podem mudar o mundo.
Porque passe o que passar, nossa essência continuará intacta.
Somos seres humanos cheios de paixão.
A vida é deserto e oásis.
Ela nos derruba, nos lastima, nos ensina, nos converte em protagonistas de nossa própria história.
Ainda que o vento sopre contra, a poderosa obra continua, tu podes trocar uma estrofe.
Não deixes nunca de sonhar, porque só nos sonhos pode ser livre o homem.
Não caias no pior dos erros: o silêncio.
A maioria vive num silêncio espantoso. Não te resignes, nem fujas.
Valorize a beleza das coisas simples, se pode fazer poesia bela, sobre as pequenas coisas.
Não atraiçoes tuas crenças.
Todos necessitamos de aceitação, mas não podemos remar contra nós mesmos.
Isso transforma a vida em um inferno.
Desfruta o pânico que provoca ter a vida toda adiante.
Procures vivê-la intensamente sem mediocridades.
Pensa que em ti está o futuro, e encara a tarefa com orgulho e sem medo.
Aprendes com quem pode ensinar-te as experiências daqueles que nos precederam.
Não permitas que a vida se passe sem teres vivido!

O que achou? Essas palavras lhe ensinaram alguma lição ou fizeram você refletir? Comente abaixo e compartilhe esse artigo para inspirar ainda mais pessoas!

 

LUIZA FLETCHER

Luiza Fletcher

 

Há três anos escreve para o site O Segredo, um dos maiores portais do Brasil sobre desenvolvimento pessoal. Sua missão é buscar assuntos que nos inspirem a ser uma versão melhor de nós mesmos.

Entretenimento

Zarfeg dedica poema a Odilon Botelho, que acaba de celebrar 90 anos de idade

mm

Publicado

em

[Edelvânio Pinheiro] O poeta e jornalista Almir Zarfeg dedicou o poema “Bom e velho Dila” a Odilon Botelho, que no último domingo (23) celebrou seus 90 anos de existência no Clube Recreativo Ribeirão do Ouro (ARVO), em Itamaraju.

A confraternização, que se estendeu pelo domingo adentro, reuniu familiares e amigos do patriarca. De Teixeira de Freitas, os acadêmicos Almir Zarfeg e Athylla Borborema compareceram para prestigiar o evento. Juntamente com Elias Botelho, filho do aniversariante, os três são membros da Academia Teixeirense de Letras (ATL).

O evento envolveu a parte religiosa, marcada pela celebração da vida e pelos agradecimentos a Deus. A seguir, os filhos “tiraram o chapéu” para o patriarca por tudo que ele representa para seus descendentes, filhos, netos e bisnetos. Depois, houve os comes e bebes ao som da melhor MPB. O resto do domingo foi consumido pela alegria, encontros e reencontros e, enfim, pela celebração da vida em abundância.

No belo poema, o poeta trata dos temas da bondade e da velhice. Como se estivesse exortando ou orientando, ele diz que “a bondade é invisibilidade” “como sair de fininho”.

Ao citar a velhice, ele sustenta que ela, ao contrário da bondade, tem idade. E é vista como prêmio por algumas pessoas e, também, como castigo por outras. Mas conclui afirmando que a velhice é “voltar a ser criança”.

“Este poeminha foi a maneira que encontrei para homenagear os 90 anos do bom e velho Dila, a quem tive a honra de ser apresentado numa bela noite acadêmica”, disse Zarfeg à reportagem do Água Preta News.

BOM E VELHO DILA

A bondade, meninos e meninas,

É invisibilidade

Como sair de fininho

O espírito duma época

Como o pôr do sol

O bucolismo inocent

A bondade não tem idade

Não é grega nem cristã

Não costuma se anunciar

Mas nunca falha

É preciso ser bom um

Pouco mais

Para sê-lo o bastante

Possível

Homem bom é homem

Raro

Homem mau é homem

Banal

Já a velhice tem idade:

Prêmio para uns

Castigo – diz o sábio –

Para outros

Com certeza, voltar a ser

Criança

Estar – se achar – na

Simplicidade

                               Os confrades Zarfeg, Elias Botelho e Athylla Borborema

FOTOS: Daniel Borges

 

 

 

Continuar leitura...

Entretenimento

Horário de verão começa em novembro para não atrapalhar eleições

mm

Publicado

em

[Veja]

horário de verão de 2018 começará em 4 de novembro, e não em meados de outubro, como nos anos anteriores. Assim, no primeiro domingo após o segundo turno das eleições o brasileiro deverá adiantar seus relógios em uma hora. O segundo turno acontecerá em 28 de outubro.

A decisão de adiar a data foi tomada pelo presidente Michel Temer em conjunto com o Ministério de Minas e Energia, no fim de 2017, sob a alegação de que a mudança em outubro atrapalharia a apuração dos votos.

Apenas os estados do Centro-Oeste, Sudeste e Sul adotam o horário de verão — os do Norte e Nordeste não participam da mudança.

Até as eleições de 2014, o horário de verão criava problemas para o sistema eleitoral. Como a votação é encerrada às 17 horas, as regiões Nordeste e Norte fechavam suas seções de votação uma hora mais tarde do que as outras regiões do país.

Continuar leitura...

Entretenimento

Conheça o grilo carnívoro come até pequenos pássaros

mm

Publicado

em

Continuar leitura...
Anúncio Patrocinado

EM ALTA