Connect with us

Destaque HOME

Conheça a lista das 60 personalidades que serão homenageadas no aniversário de Itanhém

mm

Publicado

em

Em primeira mão, os leitores deste portal estão conhecendo agora a lista das 60 personalidades que serão homenageadas no 60º aniversário da emancipação política de Itanhém, a ser comemorado no dia 14 de agosto, às 19h, na Casa da Cultura, no centro da cidade.

Continua depois da publicidade

A homenagem, que é uma iniciativa da Academia Teixeirense de Letras (ATL) e do portal Água Preta News, tem apoio cultural do Café Ticiana, empresa com 36 anos de história em Itanhém, na região e em outros três estados.

Cada homenageado receberá um pin de lapela, no qual está impresso o selo criado especialmente para o evento cívico e comemorativo. Os homenageados ainda receberão um diploma personalizado para guardarem de lembrança.

“A partir da próxima terça-feira, dia 14 de agosto de 2018, cada homenageado receberá o qualificativo de ‘um dos 60 homenageados’, que esperamos pegue e sirva como uma referência especial”, disse Almir Zarfeg, presidente da ATL.

Coube a Zarfeg e a Edelvânio Pinheiro, editor do Água Preta News, a tarefa de escolher os 60 nomes para a homenagem. Cada um deles apontou 30 nomes, depois se reuniram e, após pesar com critério os indicados, chegaram aos 60 escolhidos.

“Como toda lista, essa tem um quê de pessoalidade e imperfeição, mas é a mais justa e imparcial a que pudemos chegar. Poderá ser questionada? Sim, como toda lista parecida. Mas, ainda assim, englobou pessoas ilustres e simples, todas merecedoras de fazer parte dela”, pontuou o jornalista Edelvânio Pinheiro.

O selo foi confeccionado especialmente para o evento.

Ficaram de fora da lista apenas os políticos no exercício do poder, neste momento, escolhidos pelo voto. Por isso, a prefeita Zulma Pinheiro não figura na relação. Nem qualquer dos vereadores da atual legislatura. No entanto, tanto a prefeita quanto o presidente da Câmara Municipal, Ronaldo Correia, foram convidados a participar do evento. Ronaldo já confirmou presença.

“Isso explica, por exemplo, por que o secretário de Educação, Álvaro Pinheiro, aparece na lista e Zulma, não. Álvaro não ocupa cargo eletivo e foi lembrado, entre outras coisas, pela conquista e instalação da Rádio Nova Cidade FM em Itanhém”, acrescentou Edelvânio.

O certo é que a maioria absoluta dos ex-prefeitos vivos aparece na lista: Manoel Batista, Oséas Moreira e Milton Ferreira Guimarães. Alguns ex-vereadores também – como Juarez Borges São Leão e Luiz Barbosa – abrilhantam a relação.

Artistas, intelectuais, líderes comunitários, empreendedores, comerciantes, representantes familiares e ex-professores também foram lembrados e valorizados.

“Tivemos o cuidado de pesquisar e identificar um itanheense nascido exatamente no dia 14 de agosto de 1958. Com a ajuda do tabelião Álvaro Gundim, chegamos a Antônio Alípio de Sousa, que completará 60 anos nesta terça-feira, 14, como o município de Itanhém. Ambos vão ganhar um lindo bolo de aniversário”, afirmou Zarfeg.

Todos os 60 homenageados vão receber um convite formal em casa com todas as informações sobre o evento.

“Estamos muito felizes por fazer parte de uma iniciativa tão simbólica para Itanhém num momento tão especial. Estão de parabéns os organizadores e os homenageados”, disse o diretor administrativo do Café Ticiana, Audrey Scalzer Correia.

A seguir, a lista na íntegra:

01 – Airam Ribeiro

02 – Álvaro Pinheiro dos Santos

03 – Ana Cleusa Santos Cerqueira

04 – Antônio Alípio de Sousa

05 – Antônio Amorim Bacelar

06 – Augusta Resende

07 – Carlos Alberto de Andrade

08 – Carlos Augusto Chagas

09 – Cirila Fernandes de Souza

10 – Clauduarte Sá

11 – Cristóvão Pereira de Souza

12 – Dazinha Neres da Silva

13 – Deilson Braga

14 – D’Jane Silper

15 – Deilton Rocha de Oliveira

16– Dely Gonçalves dos Santos

17 – Edith Jardim

18 – Elane de Sousa Botelho

19 – Enelita de Sousa Freitas

20 – Ernani Robison Barbosa de Assis

21 – Everaldo Pires

22 – Eptácio Costa

23 – Eurico Sousa Amorim

24 – Geraldo José Murta

25 – Gercino Soares Antunes

26 – Giuliano Santos Cerqueira

27 – Jaiel Teixeira Pinto

28 – Jandira Rodrigues de Souza

29 – João Bernardino Medeiros Neto

30 – José Carlos Teixeira Pinto

31 – José Alves Chaves

32 – José Antônio da Silva

33 – Josias Vieira de Araújo

34 – Juarez Borges São Leão

35 – João Batista Brito

36– Juarez Correia

37 – João Faustino de Brito

38 – João Batista de Oliveira

39 – Kerry Anne Esteves

40 – Leolino Ferreira da Silva

41 – Levi Moreira de Souza

42 – Luiz Cláudio Barbosa

43 – Manoel Batista dos Santos

44 – Manoel Binas Cerqueira

45 – Mary Carla Ferraz Macedo

46 – Manoel Carlos Bispo

47 – Milton Ferreira Guimarães

48 – Nildes Pires Neves

49 – Nivaldo Abreu Correia

50 – Oséas Moreira Lisboa

51 – Osmilto Souto Brandão

52 – Políbio José

53 – Reinaldo Vieira

54 – Saulo Ribeiro Cacique

55 – Sebastiana de Souza Lisboa

56 – Sindolfo Afonso dos Santos

57 – Waraci de Sousa Lisboa

58 – Walter Spalla Filho

59 – Wilson Pinheiro dos Santos

60 – Wilton Soares dos Santos

FOTO: Antônio Alípio, uma das 60 personalidades, nasceu no dia que o município de Itanhém foi emancipado e vai comemorar o seu aniversário junto com as demais personalidades.

Destaque HOME

Justiça não determinou, mediou acordo no caso em que prefeita e seu irmão acusam internautas

mm

Publicado

em

[Edelvânio Pinheiro] Quem nos acompanhou nessas duas décadas e meia de jornalismo sabe que sempre nos pautamos pelo princípio ético de respeito ao trabalho dos profissionais da imprensa e que muito evitamos comentar publicações de colegas jornalistas.

Situações, entretanto, não podem deixar de serem lembradas, como a recente publicação do desfecho de um termo circunstanciado de ocorrência, no qual a prefeita de Itanhém, Zulma Pinheiro (MDB) e seu irmão, Newton Pinheiro, figuram como autores de uma reclamação por supostos crimes contra a honra, que teriam sido praticados por dois internautas, que negam terem feito qualquer tipo de ofensa.

A publicação é categórica ao afirmar que a “Justiça determinou a retratação das agressões verbais sofridas pela prefeita na internet”.

Acontece que os crimes contra a honra, a calúnia, a difamação e a injúria são considerados de menor potencial ofensivo e, por esta razão, possuem pena prevista de até dois anos. Assim, esses casos são processados e julgados no Juizado Especial Criminal, que tem estrutura e procedimento próprios, determinados em lei. Importante ressaltar que esses juizados especiais prezam pela resolução pacífica dos conflitos, ou seja, sempre buscam a conciliação entre as partes. Caso não seja possível a realização de um acordo para resolver a situação que deu origem ao boletim de ocorrência na delegacia, aí sim, o processo segue até que o juiz profira, ou como preferiu a publicação em questão, determine uma sentença.

No caso deste termo circunstanciado, que gerou a partir do registro do boletim registrado pela prefeita e seu irmão, não houve nenhuma determinação judicial porque a conciliação foi perfeitamente aceita pelas duas partes. Caso uma delas não houvesse aceitasse o processo seguiria até que um juiz desse o veredicto.

Não é necessário ser operador do direito para entender que esse tipo de conflito é sempre bom ser resolvido da forma como fizeram a prefeita e seu irmão e os dois cidadãos envolvidos, afinal, processo penal, seja de qualquer tipo é desgastante para ambos os lados. Quando há a necessidade de interferência da Justiça será sempre uma medida extrema, que deve ser deixada para quando não houver acordo.

Continuar leitura...

Destaque HOME

Onde você vai passar o carnaval? Condomínio Village do Itanhém em Alcobaça “é um lugar fantástico”

As reservas podem ser feitas pelo WhatsApp (73) 9 8839-5760.

mm

Publicado

em

O Condomínio Village do Itanhém, na cidade de Alcobaça “é um lugar fantástico, extremamente limpo e aconchegante”. Esta é uma das opiniões de quem esteve lá com amigos e familiares e fez questão de registrar na Fan Page do condomínio, que pode ser acessada aqui.

Cada casa têm três quartos, que acomodam até 10 pessoas. Lá também tem tudo que você precisa, inclusive camas e colchões, geladeira, pratos, copos e talheres, vasilhame para água mineral, fogão e botijão de gás.

O local é fechado, confortável, seguro e tem estacionamento próprio. A praia, uma das melhores do extremo sul da Bahia, fica em frente ao condomínio, é só atravessar a rua.

“É maravilhoso, tudo limpo, tem todos os utensílios necessários para cozinhar, casa espaçosa, local de muita tranquilidade e o chuveiro também é maravilhoso”, descreveu outra pessoa na página do condomínio.

Para reservar uma casa  para qualquer dia, inclusive para o carnaval, faça contato agora mesmo no WhatsApp (73) 9 8839-5760.

Quando estiver por lá não esqueça de pedir ao caseiro uma rede. Cada casa tem um local apropriado pra você colocar a rede e descansar à vontade.

   

Continuar leitura...

Destaque HOME

Administradores de grupos no WhatsApp também podem ser processados

mm

Publicado

em

[Daniel Silveira – Correio 24hSe você é administrador de grupo de WhatsApp, a responsabilidade pode ir além de apenas colocar ou retirar pessoas. Você pode ser processado por causa do conteúdo que circula no grupo. Isso mesmo. A Justiça brasileira, como medida educadora, está mirando nos administradores de grupos no aplicativo de troca de mensagens, a fim de inibir bullying e ofensas, que podem ser denunciados como crime de injúria.

No final de maio, a Justiça de São Paulo condenou uma garota que gerenciava um grupo de ex-colegas de escola a pagar R$ 3 mil para integrantes que foram xingados por outros durante a conversa. Alguns membros começaram a fazer ofensas homofóbicas a três outros integrantes. A condenada ainda desfez o grupo, mas logo em seguida criou novamente. As ofensas não pararam. Apesar dela não ter ofendido os rapazes, o desembargador que assinou a sentença, Soares Levada, disse que ela “cometeu um ato ilícito ao não excluir os detratores”. No texto, ele também admite que a jovem não chegou a ofender os garotos. “Não há demonstração alguma de que a apelada tenha, ela própria, ofendido diretamente os apelantes”, diz.

No entanto, a condenada não tentou minimizar as provocações e até enviou um emoji de risada em resposta para uma das mensagens. Isso teria ajudado no texto final da condenação por enquadrar a situação no artigo 186 do Código Civil, que diz que “aquele que, por ação ou omissão voluntária, negligência ou imprudência, violar direito e causar dano a outrem, ainda que exclusivamente moral, comete ato ilícito”.

A advogada e Conselheira da OAB-BA Tamíride Monteiro Leite acredita que esse é único motivo que pode levar um administrador de grupo de WhatsApp a ser condenado pelo que é dito por outros membros do grupo. “Se ele incentiva, aumenta, fomenta a ofensa e a injúria, não exclui a pessoa e não a repreende, tem coparticipação nessa ofensa”, comenta Tamíride, que também é presidente da Comissão Permanente de Tecnologia da Informação e Direito Digital. “Processar apenas porque é administrador não é cabível”, completa.

O administrador, que geralmente é quem cria o grupo ou a quem o criador dá o título, precisa deixar claras as regras de participação. Para isso, o WhatsApp preparou uma série de mudanças que ajudaria a acabar com a bagunça e a sensação de “terra de ninguém”. Alguns comandos como mudar de nome, foto e descrição do grupo deveriam ser feitos apenas pelo administrador. No entanto as mudanças que foram descobertas pelo site WABetaInfo no final do ano passado ainda não têm data para chegar aos usuários.A advogada lembra que muitas pessoas ainda acreditam que as redes sociais e a internet permitem algum tipo de anonimato. “A gente tem que pautar a livre expressão de pensamento e que o anonimato não existe”, conta. “A partir do momento que você posta é marcado e que a Internet deixa rastros”, continua. Para Tamíride, o administrador do grupo deve ter bom senso e se pautar pela ética. “A mesma ética que é preciso ter em qualquer instituição”, conta.

Continuar leitura...
Anúncio Patrocinado

EM ALTA