Connect with us

Destaque HOME

“Desejo boa sorte a quem toma a atitude de trair o grupo; continuarei defendendo a comunidade”, diz André Correia sobre o Bloco Parlamentar

mm

Publicado

em

Na reunião da Câmara de Itanhém desta quinta-feira (3), com a presença de apenas cinco dos nove vereadores, André Correia (PHS) reafirmou o seu compromisso de defender os interesses do povo e praticamente decretou a falência do Bloco Parlamentar, criado no ano passado por ele, Audrey Correia (PR), Whindson Mendes, o Nem Mendes (PP), Marcos Vilas Boas, o Marquinhos (PSB) e Deilton Porto, o Caboquinho (DEM).

LEIA também:

André Correia precisa entender que “de boas intenções o inferno está cheio”

Há cerca de duas semanas comentários nas redes sociais deram conta de que vereadores do bloco haviam debandados para o grupo político da prefeita Zulma Pinheiro. Nas duas últimas reuniões do Legislativo foram registrados comportamentos de alguns vereadores, que foram avaliados como estranhos, como a ausência às sessões, omissão em debates de assuntos que envolviam a administração municipal e até emudecimento diante de questões relevantes, como a greve dos professores, por exemplo, que só terminou na última quarta-feira, depois de uma decisão judicial.

“Então gente, é uma forma de esclarecer pra vocês que até o ano de 2020 eu estarei defendendo o interesse do povo. Eu não quero nada pra mim, o que já ganho é suficiente pra eu continuar minha luta”, disse André Correia, fazendo uso da tribuna da Câmara.

André Correia levou para a reunião cópia do termo de compromisso assinado pelos cinco vereadores, que teve firma reconhecida em cartório e que atesta a criação do Bloco Parlamentar. No documento, a denominação do bloco foi “Bancada Partidária Unidos por Itanhém”.

“Trago comigo esse documento público de compromisso, até então, de homens de valor”, disse, mostrando a cópia do acordo ao público presente à sessão. “O Bloco Parlamentar foi formado no dia 11 de junho do ano passado, para defender os interesses coletivos”, explicou. “Como [foi] noticiado nas redes sociais o fim do grupo parlamentar, venho esclarecer: o prejuízo será incalculável com a saída de algum vereador, pois projetos obscuros serão aprovados pela maioria, não haverão emendas modificativas, emendas impositivas na LDO, Lei de Diretrizes Orçamentárias e na Lei Orçamentária Anual, como fizemos no ano passado, como todos vocês lembram. Colocamos nove emendas modificativas como consta na ata, verbas suplementares serão liberadas”, acrescentou.

Tendo o cuidado de se desculpar pela ausência dos colegas, André Correia citou os nomes de Marquinhos de Ibirajá, Audrey Correia e Nem Mendes.

“Então gente, esse será o resultado da possível negociação de vereadores em detrimento do povo [ou] em benefício próprio”, criticou. “Me desculpe a ausência dos colegas Nem Mendes, Audrey, Marcos Vilas Boas, mas desejo boa sorte a quem toma a atitude de trair o grupo, pois continuarei defendendo os interesses da comunidade itanheense”, enfatizou.

Correia ainda falou da dificuldade para se formar uma maioria em defesa da população de Itanhém e leu o termo de compromisso que, até naquele momento não era do conhecimento do público, embora, na ocasião, o Água Preta News recebeu informação de que o documento existia.

“Foi uma luta pra reunir um grupo, uma maioria para lutar pelos interesses da comunidade, mas, infelizmente, os interesses próprios, pelo que parece, estão andando mais alto”, esclareceu.

O termo

No termo de compromisso, que teve a firma dos vereadores reconhecida no Cartório Tabelionato de Notas e Protestos Grinaldo Medeiros, da cidade de Itanhém, todos os cinco edis se comprometem a fazer parte do Bloco Parlamentar e estarem sempre unidos, de forma unânimes, na elaboração, análise e votação de todas as proposituras apresentadas pelos vereadores e pela prefeita Zulma Pinheiro, observando as leis e o interesse da coletividade.

No dia que o Bloco Parlamentar foi apresentado oficialmente à Câmara Municipal, o vereador Marcos Vilas Boas, o Marquinhos de Ibirajá (PSB) fez um discurso enfático, dizendo que todos do grupo são pessoas que não visam interesse próprio e que sempre buscam o bem-estar da população. Mas todos falaram e bateram na mesma tecla de que iriam, a partir daquela união, trabalhar unicamente interessados no bem comum.

O compromisso dos vereadores pode não ter valor jurídico que o cidadão comum imagina, mas tem, inegavelmente, valor moral e, isso, será cobrado duramente nas próximas eleições daqueles que envergonham e ajudam a emporcalhar a política itanheense.

Vereador Marquinhos, no dia da criação do Bloco Parlamentar criticou quem tem interesse particular em detrimento do interesse coletivo.

Termo de compromisso da criação do Bloco Parlamentar.

Destaque HOME

Apoiadores de Mildson Medeiros vão receber Cacá Leão e Zé Cocá no trevo da cidade, de onde sairão em carreata

mm

Publicado

em

O ex-candidato a prefeito de Itanhém, Mildson Medeiros (PSD), anunciou nas redes sociais que a recepção aos candidatos a deputados que ele apoia vai iniciar no trevo da cidade, na BA-290, de onde todos seguirão em carreata para a Praça Otávio Mangabeira, no Bairro São João, onde está instalado o Terminal Rodoviário.

A expectativa dos apoiadores de Mildson  Medeiros é a de que a recepção a Cacá Leão [candidato a federal] e Zé Cocá, ambos do Partido Progressista, será o maior evento político do ano no município.

Ao contrário de outras recepções à candidatos, que aconteceu em locais de pouco espaço e inadequados,  como a Casa da Cultura, por exemplo, Mildson Medeiros escolheu um logradouro público, que poderá reunir o maior número possível de pessoas.

Considerado a maior liderança política do município da atualidade, o ex-candidato a prefeito mostra o seu prestígio político quando consegue trazer a Itanhém o vice-governador da Bahia, João Leão (PP), numa eleição muito disputada e com pouco tempo disponível para campanha.

Continuar leitura...

Destaque HOME

Vereador reivindica ambulância que teria sido solicitada por Ronaldo Correia

mm

Publicado

em

O vereador Sasdelli Resende (PSDB) reivindicou a ambulância que foi comprada para o município de Itanhém, através de uma emenda do deputado Roberto Brito (PP). A imprensa noticiou  que a ambulância havia sido solicitada pelo presidente da Câmara, Ronaldo Correia (PC do B). Até o site ItanhémFest, que dá sustentabilidade à administração de Zulma Pinheiro (MDB), prefeita a quem Sasdelli Resende é ligado politicamente, noticiou que o veículo tratava-se da segunda ambulância que Ronaldo Correia havia conseguido para a população de Itanhém.

Quando provocado em um grupo de WhatsApp, Sasdelli Resende publicou um documento que diz ser a comprovação de que a emenda da ambulância foi destinada a ele e não a Ronaldo Correia. Além disso, o vereador gravou um áudio nas redes sociais.

“Essa ambulância é um pedido que fiz, junto com a prefeita Zulma, ao deputado Roberto Brito. Mandei [no WhatsApp] foto do documento datado e assinado, de onde sai e para onde vai, então, está tudo registrado. Até o final de semana Batinga será contemplado, como foi prometido pelo vereador Sasdelli”, disse.

Com a reivindicação de Sasdelli Resende, Ronaldo Correia precisa agora apresentar à população a segunda ambulância que disse ter conseguido para Itanhém, através do deputado Roberto Brito. O parlamentar, por sinal, em reportagem no último dia 4 de agosto afirmou ao Água Preta News a existência de uma emenda para aquisição de uma ambulância que havia sido solicitada por Ronaldo Correia. Até o momento o presidente da Câmara não se manifestou sobre o assunto.

FOTO/redes sociais: A ambulância, de acordo com o vereador Sasdelli atenderá a população de Batinga.

Continuar leitura...

Destaque HOME

Vereador desmente assessor da prefeita, dizendo que deputados não são contra asfalto de Batinga

mm

Publicado

em

A prefeita de Itanhém, Zulma Pinheiro (MDB), não executou emendas importantes para o desenvolvimento do município, que foram solicitadas pelo vereador Whindson Moreira Mendes, o Nem Mendes (PP), aos deputados Ronaldo Carletto e Robinho, ambos do Partido Progressista.

O vereador, que já foi presidente da Câmara Municipal, faz oposição a chefe do Executivo e os deputados não são os candidatos que ela apoia.

No total, Nem Mendes conseguiu R$ 630 mil em emendas com os parlamentares: R$ 300 mil para a saúde, R$ 80 mil para aquisição de uma ambulância e R$ 250 mil para o calçamento de várias algumas no distrito de Batinga. Todos esses valores, de acordo com o vereador, já foram depositados na conta da prefeitura e as obras não têm se quer previsão de início.

Com os deputados, Nem Mendes ainda conseguiu a perfuração de um poço artesiano, com uma vazão de 28 mil litros de água por hora e a construção de toda a logística de distribuição da água para mais de 430 residências do distrito de Santa Rita do Planalto. Só na logística foram investidos R$ 530 mil. Esta obra vem sendo realizada porque, segundo Nem Mendes, não depende de decisão da prefeita para executá-la.

Na defesa dos interesses políticos de Carletto e Robinho, Nem Mendes, entre outras lideranças, conta com o apoio do vereador André Correia (PHS), que é o maior nome da oposição no Legislativo.

Na noite desta segunda-feira (24), nas redes sociais, um dos assessores da prefeita fez insinuações de que os deputados Ronaldo Carletto e Robinho são contra o asfaltamento da BA-290, no trecho que liga a cidade de Itanhém ao estado de Minas Gerais e o vereador rebateu a postura do assessor.

“Tenho motivos para não votar mais. Já votei e não gostei. Querer impedir o asfalto pra Batinga é golpe baixo”, escreveu o assessor em um grupo de WhatsApp, ao passo que contestado pelo vereador. “Como assessor da prefeita, pede a ela para executar a emenda que os deputados Robinho e Ronaldo Carletto colocaram para fazer o calçamento de Batinga”, disse Nem Mendes, desafiando. “Aí você vem com essa mentira que os deputados estão contra o asfalto; manda aí a reportagem que você viu”.

FOTO/arquivo: Nem Mendes quando esteve na CERB, em Salvador, com o deputado Robinho, para conseguir poço artesiano e outras obras.,

Continuar leitura...
Anúncio Patrocinado

EM ALTA