Connect with us

Destaque HOME

“Dormientibus Non Succurrit Jus!” Entenda isso, APLB de Itanhém!

mm

Publicado

em

O dia a dia do jornalismo obriga o profissional desta área, no mínimo, estar antenado com as diversas ciências que nos cercam.

Nunca fui um aluno excepcional em latim, mas, atento às aulas do mestre Rivaldo Baleeiro, no curso de Letras Vernáculas, na Universidade do Estado da Bahia, sempre tirei notas acima da média. De Direito, entretanto, entendo tanto quanto um pescador conhece de mecânica de automóvel. Mas ninguém não precisa ter know-how em latim, ser advogado e muito menos jornalista para conhecer o célebre jargão, “o direito não socorre aos que dormem”.

Na opinião deste humilde escriba, que acompanhou todo o desenrolar da greve dos trabalhadores em educação de Itanhém, inclusive produziu quase duas dezenas de reportagens sobre o assunto, o núcleo do sindicato da APLB fez igual ao “camarão que dorme e a onda leva”.

Mas, antes, vamos lembrar de Álvaro Pinheiro, um intransigente que se mantém no cargo de secretário da Educação somente porque é irmão da prefeita. Apesar de a maioria da população ter votada em Zulma Pinheiro, é este cidadão insensível à causa dos educadores que, na verdade, administra o município.

Foi ele que acabou com projetos sociais importantes na cidade, como o AABB Comunidade; fechou escolas; declarou que a Efai (Escola Família Agrícola de Itanhém), com quatro décadas de história, “era uma mentira”; destruiu a valorosa prática esportiva na sede, vilas e distritos do município e disse, sem pedir segredo a ninguém, que é contra a eleição de diretores escolares.

Muito triste, a essa altura dos acontecimentos, a população de Itanhém – especialmente a comunidade escolar – ter que aturar uma figura anacrônica, quase patética, à frente da Secretaria da Educação.

O vereador André Correia, que figura como o único que nunca titubeou na condição de opositor da prefeita, fez reclamações na Justiça sobre o nepotismo implantado no município, mas Álvaro Pinheiro segue firme e forte com sua arrogância e despreparo à frente da Educação, que deveria estar sendo gerida por alguém do ramo com um mínimo de sensibilidade e preparo.

E, atenção, quem acha que o único inimigo dos professores nesta greve foi somente o intolerante secretário está enganado.

Durante os mais de 40 dias da greve uma meia dúzia de ‘puxa-sacos’ – cidadãos comuns e políticos – em grupos de conversas e nas redes sociais defenderam teses conservadoras sobre o movimento, repetindo automaticamente o que dizia o secretário e seu bando, como se dele fossem porta-vozes. Um comunicador (vontade de usar um prefixo de origem grega), em busca da notabilidade que, de fato, nunca teve, chegou ao absurdo de fazer comparações entre o trabalho de professor e de vaqueiro.

Nenhum deles, em nenhum momento de seus comentários maldosos e cheios de segundas intenções políticas, se lembrou das condições capenga que atualmente vive a educação de Itanhém. Não se lembrou da falta de materiais básicos, da falta de conservação das unidades de ensino, da falta de equipamentos, bibliotecas e laboratórios, que acaba por tornar cada vez mais as escolas de Itanhém “depósitos” de crianças e jovens e não em espaços educativos e não se lembrou também da péssima qualidade da merenda escolar e do transporte que, às vezes, nem é péssimo, não existe mesmo.

Retomemos.

O núcleo do sindicato da APLB tomou conhecimento de uma ação movida pelo Ministério Público contra a greve e, somente neste momento, decidiu entrar com um mandado de segurança, com pedido de liminar para que o piso salarial fosse reajustado. E é por esta razão que eu disse, inicialmente, que “Dormientibus Non Succurrit Jus”.

E não foi por falta de aviso, porque a diretoria do núcleo foi orientada, muito antes, sobre a necessidade desse remédio jurídico, mas a APLB de Itanhém optou por “dormir e o cachimbo caiu”.

Destaque HOME

Ronaldo Correia acompanha início de afastamento de ruas de Itanhém. Ele é um dos autores da indicação

mm

Publicado

em

O presidente da Câmara de Itanhém, Ronaldo Correia (PC do B) acompanhou, na manhã desta terça-feira (14), na praça Castro Alves, onde ficam a prefeitura e a Câmara de Vereadores, o início do asfaltamento de algumas ruas da cidade de Itanhém. Ele é um dos autores da indicação da obra, que está sendo construída com recursos do estado e está orçada em pouco mais de R$ 599 mil.

Para Ronaldo, o asfaltamento das ruas torna a cidade mais bonita e melhora a mobilidade urbana.

Como o município completa 60 anos de emancipação política nesta terça, Ronaldo Correia comemorou a chegada da pavimentação asfáltica e agradeceu ao governador Rui Costa, à prefeita e todos os demais que contribuíram para a realização desta obra.

A pavimentação vai ligar a BA-290 à Rua Emiliano Fernandes, passando pela Rua Augusto Reis, Praça Castro Alves, Praça da Liberdade, Rua Belo Horizonte, Praça Otávio Mangabeira e Avenida Maria Moreira Lisboa.

Ronaldo Correia acompanhou o início do asfaltamento.

Continuar leitura...

Destaque HOME

Advogado e educador, José Carlos Teixeira vai falar sobre os 60 anos da emancipação política de Itanhém

mm

Publicado

em

O advogado e educador José Carlos Teixeira Pinto vai proferir palestra sobre os 60 anos da emancipação política de Itanhém. A participação dele vai acontecer durante evento cívico em que 60 personalidades itanheenses serão homenageadas na data do 60º aniversário da cidade.

Continua depois da propaganda

O evento está marcado para as 19h desta terça-feira, 14 de agosto, na sede do Rotary Club de Itanhém. Desde já, estão convidados os 60 homenageados e o público em geral.

José Carlos Teixeira vai discorrer sobre acontecimentos e personagens que marcaram esses 60 anos da maturidade política de Itanhém. Antes de se emancipar de Alcobaça, a cidade se chamou Nossa Senhora de Itanhém e, inicialmente, Água Preta.

Zé Carlos – como ele é popularmente conhecido – é educador e advogado. Como educador, atuou no magistério por mais de 30 em Itanhém. Nesse ínterim, assumiu a direção do Colégio Polivalente de Itanhém, tornando-se uma referência para todos no tocante à educação. Mais tarde, viria a se graduar em direito.

O sucesso na educação o levou à política, de sorte que foi eleito vice-prefeito de Itanhém na chapa encabeçada pelo saudoso Gedeon Botelho, em 1982. José Carlos Teixeira também ocupou a Secretaria Municipal da Educação, quando criou as memoráveis gincanas culturais que, ainda hoje, são lembradas com saudade pelos itanheenses.

Ele é casado com a também educadora e ex-vereador Maria Ducarmo Bahia Teixeira e filho do saudoso ex-vereador Jair Quaresma Pinto.

“Eu fiz o convite pessoalmente a Zé Carlos para palestrar sobre os 60 anos da emancipação política de Itanhém. Para minha alegria, ele topou prontamente”, disse Almir Zarfeg, um dos promotores do evento que vai homenagear 60 personalidades itanheenses.

O evento é uma iniciativa da Academia Teixeirense de Letras (ATL) e do portal Água Preta News com o apoio total e decisivo do Café Ticiana.

Veja lista completa aqui.

Ouça aqui homenagem que ClauduArte Sá e Almir Zarfeg acabam de dedicar a Itanhém.

[Por Edelvânio Pinheiro. Foto: Divulgação]

Continuar leitura...

Destaque HOME

Ronaldo Correia comemora chegada de máquinas para asfaltar ruas de Itanhém

mm

Publicado

em

O presidente da Câmara, Ronaldo Correia (PC do B), está comemorando a chegada das primeiras máquinas para o início da pavimentação asfáltica de algumas ruas da cidade de Itanhém. Ele, juntamente com o vereador Audrey Correia (PR), é o autor da indicação da obra que vai trazer modernidade, higiene e mais segurança para o trânsito.

“O asfalto torna a nossa cidade mais bonita e melhora a mobilidade urbana”, disse Ronaldo ao Água Preta News, no final da tarde desta segunda-feira (13). “É um presente que estamos dando ao município na passagem dos seus 60 anos de emancipação política”, lembrou. “Agradeço ao governador Rui Costa, à prefeita e todos os demais que contribuíram para a realização desta obra”, finalizou.

A prefeitura, com recursos próprios, está concluindo o nivelando das ruas, avenidas e o entorno de praças. Também foram feitas restauração de infraestrutura da rede pluvial, esgoto, água potável e meio-fio. O recurso para o asfaltamento, pouco mais de R$ 599 mil, no entanto, é do governo do estado.

A pavimentação vai ligar a BA-290 à Rua Emiliano Fernandes, passando pela Rua Augusto Reis, Praça Castro Alves, Praça da Liberdade, Rua Belo Horizonte, Praça Otávio Mangabeira e Avenida Maria Moreira Lisboa.

O asfalto será tipo CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente), um dos mais econômicos que, geralmente, é aplicado numa espessura máxima de 5 centímetros. A drenagem prevista é do tipo superficial, que é ideal para asfaltamentos de logradouros que apresentam a geografia das ruas de Itanhém.

Continuar leitura...
Anúncio Patrocinado

EM ALTA