Connect with us

Destaque HOME

Duas décadas depois ônibus escolar está abandonado no ‘hospital da mentira’

mm

Publicado

em

Na semana passada, o vereador André Correia (PHS) encaminhou um vídeo para o Água Preta News, denunciando o descaso da prefeita Zulma Pinheiro (MDB) e de seu irmão, Álvaro Pinheiro, que é o secretário da Educação, com o transporte escolar do município. Veja o vídeo no final da reportagem.

Nas imagens aparecem um ônibus destinado ao transporte de alunos, abandonado em um terreno que, segundo o vereador, pertence ao outro irmão da prefeita, Newton Pinheiro, que ocupa as secretarias da Administração e Finanças e da Infraestrutura.

Na narrativa do vídeo, André Correia lembrou que o terreno é conhecido na cidade como “Hospital de Manoel Batista”. O vereador fez referência às eleições de 1996, quando o pai da prefeita, Neco Batista, foi candidato a prefeito, tendo sido derrotado pelo médico Oséas Moreira Lisboa, época em que aquela área foi utilizada para enganar os eleitores, dizendo que ali seria construído uma maternidade.

“Estamos aqui em frente ao terreno que era denominado “Hospital de Manoel Batista”. Tem um carro de uma empresa ali com [madeiras de] eucalipto tratado e como vocês vão poder ver agora, tem um ônibus da Educação estacionado há muito tempo”, narrou André Correia. “Eu quero saber o que este ônibus está fazendo aqui, pois era para estar transportando alunos, esse ônibus não era para estar aqui”, questionou.

No mesmo dia que o vídeo foi enviado ao portal de notícias, a reportagem do Água Preta News foi ao terreno, que fica localizado na saída para o Cruzeiro do Sul, e constatou que um micro-ônibus, comprado com recursos do Ministério da Educação, está ali faz muito tempo. A altura do mato em volta do veículo não deixa dúvidas quanto ao período do abandono.

Hospital da mentira

A denúncia do vereador nos faz voltar ao tempo e nos ajuda fazer uma análise reflexiva sobre a política da enganação que, volta e meia, é praticada pelo grupo político que atualmente é liderado por Álvaro Pinheiro e que, lamentavelmente comanda o município de Itanhém.

O grupo pode ser considerado profissional na arte do engodo político. Há 20 anos, quando muitos dos itanheenses dessa nova geração ainda não eram nascidos, essa mesma família, esses mesmos irmãos já sabiam que a maior carência da população, especialmente dos mais pobres, era a saúde. Por isso, naquela ocasião, na tentativa de eleger o pai prefeito pela segunda vez, disseram que iriam construir um hospital em Itanhém.

Capa do Jornal Impacto, de 1997.

O cenário escolhido para dar veracidade a mais uma trapaça política da família Batista, que hoje se transformou em família Pinheiro, foi exatamente este terreno, onde um micro-ônibus, que deveria estar servindo os alunos, encontra-se abandonado.

Na época, de acordo com o Jornal Impacto, o terreno era penhorado pela Caixa Econômica Federal, onde nenhuma obra poderia ser edificada, mas, mesmo assim, no desespero de convencer os eleitores, carentes por saúde, foi até dado início às edificações do hospital da mentira. Depois da vergonhosa derrota para Oséas Moreira Lisboa, o local virou o retrato do abandono e da solidão.

Duas décadas se passaram e novamente a família voltou a comandar os destinos administrativos de Itanhém, com o apoio do grupo político do próprio Óseas Moreira que, em troca, fez o filho vice-prefeito e ocupa a pasta da falida secretaria da Agricultura.

A maior estratégia, entretanto, não deve ter sido o apoio desse ou daquele aliado, mas o uso, mais uma vez da enganação de que a saúde seria o carro chefe da administração municipal. Se dizendo a ‘mãe da saúde’ ou fazendo questão de aceitar esse título, Zulma Pinheiro venceu as últimas eleições, mas vem causando a maior decepção de todos os tempos em quase todos os setores, inclusive na saúde.

Fica aqui o convite para a nova geração ir até à saída para o Cruzeiro do Sul, pois logo ali, à esquerda de quem vai, ver-se-á o que deveria ser o famoso hospital, cuja construção não passou da base. Mas, se a juventude se contentar com a foto do utópico hospital, ei-la, em preto e branco, como sempre foram as promessas desse grupo político.

A mentirosa construção do hospital, há duas décadas e, agora, o título de ‘a mãe da saúde’, nas últimas eleições, sem que, efetivamente quase nada tenha sido feito para assistir a população nessa área, comprovam mais uma vez a distância existente entre as promessas de campanha e a concretização delas. Isso só pode partir de políticos profissionais que, com objetivos escusos, abre mão das verdadeiras convicções políticas que apresentam antes de serem eleitos e abandonam o povo.

É lamentável que a demagogia, à base de promessas e manipulação, 20 anos depois, fez um povo sofrido dá crédito novamente a esse tipo de político, que deve ser banido do cenário da nossa sofrida terra de Água Preta. E uma boa resposta à toda esta enganação pode ser dada agora, não votando nos candidatos indicados por este grupo e seus aliados, que também ajudam a emporcalhar a administração e a destruir o sonho de dias melhores do povo água-pretense.

Destaque HOME

Vídeo: Prefeita de Itanhém faz chacota com o povo que não apoia a sua administração, durante início de asfalto

mm

Publicado

em

Em vídeo, a prefeita de Itanhém fez chacota com o povo que não apoia a sua administração. A ironia de Zulma Pinheiro (MDB) foi na manhã desta terça-feira (14), na praça Castro Alves, quando estava iniciando o asfaltamento de algumas ruas da cidade. Os recursos são do estado e a obra é orçada em pouco mais de R$ 599 mil.

Gesticulando, a prefeita usou uma expressão que já viralizou nas redes sociais e que, no geral, é utilizada para zombar das pessoas que votaram em Mildson Medeiros, que foi derrotado nas últimas eleições municipais.

“Se não aguentar, geme”, disse Zulma, apoiada por algumas pessoas que estavam a sua volta, em frente à prefeitura.

A prefeita já teve atitude semelhante durante a abertura oficial da festa de São João do ano passado, quando, durante seu discurso, chamou as pessoas que fazem oposição de ‘gatos pingados’. Na ocasião a chefe do Executivo foi muito criticada. Leia reportagem aqui.

Já no São João deste ano Zulma Pinheiro foi vaiada por parte da população presente. Veja aqui.

 

 

 

 

 

Continuar leitura...

Destaque HOME

Ronaldo Correia acompanha início de asfaltamento de ruas de Itanhém. Ele é um dos autores da indicação

mm

Publicado

em

O presidente da Câmara de Itanhém, Ronaldo Correia (PC do B) acompanhou, na manhã desta terça-feira (14), na praça Castro Alves, onde ficam a prefeitura e a Câmara de Vereadores, o início do asfaltamento de algumas ruas da cidade de Itanhém. Ele é um dos autores da indicação da obra, que está sendo construída com recursos do estado e está orçada em pouco mais de R$ 599 mil.

Para Ronaldo, o asfaltamento das ruas torna a cidade mais bonita e melhora a mobilidade urbana.

Como o município completa 60 anos de emancipação política nesta terça, Ronaldo Correia comemorou a chegada da pavimentação asfáltica e agradeceu ao governador Rui Costa, à prefeita e todos os demais que contribuíram para a realização desta obra.

A pavimentação vai ligar a BA-290 à Rua Emiliano Fernandes, passando pela Rua Augusto Reis, Praça Castro Alves, Praça da Liberdade, Rua Belo Horizonte, Praça Otávio Mangabeira e Avenida Maria Moreira Lisboa.

Ronaldo Correia acompanhou o início do asfaltamento.

Continuar leitura...

Destaque HOME

Advogado e educador, José Carlos Teixeira vai falar sobre os 60 anos da emancipação política de Itanhém

mm

Publicado

em

O advogado e educador José Carlos Teixeira Pinto vai proferir palestra sobre os 60 anos da emancipação política de Itanhém. A participação dele vai acontecer durante evento cívico em que 60 personalidades itanheenses serão homenageadas na data do 60º aniversário da cidade.

Continua depois da propaganda

O evento está marcado para as 19h desta terça-feira, 14 de agosto, na sede do Rotary Club de Itanhém. Desde já, estão convidados os 60 homenageados e o público em geral.

José Carlos Teixeira vai discorrer sobre acontecimentos e personagens que marcaram esses 60 anos da maturidade política de Itanhém. Antes de se emancipar de Alcobaça, a cidade se chamou Nossa Senhora de Itanhém e, inicialmente, Água Preta.

Zé Carlos – como ele é popularmente conhecido – é educador e advogado. Como educador, atuou no magistério por mais de 30 em Itanhém. Nesse ínterim, assumiu a direção do Colégio Polivalente de Itanhém, tornando-se uma referência para todos no tocante à educação. Mais tarde, viria a se graduar em direito.

O sucesso na educação o levou à política, de sorte que foi eleito vice-prefeito de Itanhém na chapa encabeçada pelo saudoso Gedeon Botelho, em 1982. José Carlos Teixeira também ocupou a Secretaria Municipal da Educação, quando criou as memoráveis gincanas culturais que, ainda hoje, são lembradas com saudade pelos itanheenses.

Ele é casado com a também educadora e ex-vereador Maria Ducarmo Bahia Teixeira e filho do saudoso ex-vereador Jair Quaresma Pinto.

“Eu fiz o convite pessoalmente a Zé Carlos para palestrar sobre os 60 anos da emancipação política de Itanhém. Para minha alegria, ele topou prontamente”, disse Almir Zarfeg, um dos promotores do evento que vai homenagear 60 personalidades itanheenses.

O evento é uma iniciativa da Academia Teixeirense de Letras (ATL) e do portal Água Preta News com o apoio total e decisivo do Café Ticiana.

Veja lista completa aqui.

Ouça aqui homenagem que ClauduArte Sá e Almir Zarfeg acabam de dedicar a Itanhém.

[Por Edelvânio Pinheiro. Foto: Divulgação]

Continuar leitura...
Anúncio Patrocinado

EM ALTA