Connect with us

Destaque HOME

Vamos celebrar conquista de Nem Mendes em Santa Rita, porque quem dá água, dá vida

mm

Publicado

em

Modéstia à parte, me sinto alguém cuja voz consegue atingir a massa e isso me deixa feliz enquanto formador de opinião, principalmente quando, na manhã de uma quinta-feira qualquer, me debruço sobre as teclas do notebook para informar à terra de Água Preta que a comunidade de Santa Rita do Planalto, depois de muito sofrimento, vai receber água de qualidade, gratuitamente, em todas as residências.

E definitivamente se pode comemorar a chegada desse bem comum.

É uma comunidade inteira ávida pela chegada de algo que, na verdade, já deveria ter em abundância nas mais de 430 casas, se não fosse o descompromisso e a insensibilidade de prefeitos que entraram e saíram e empurraram o problema para o próximo gestor.

A luta pela água em Santa Rita do Planalto é desde quando aquela localidade, que faz divisa com o Estado de Minas Gerais, se chamava ‘Rajado’, daquela época em que Dolírio Rodrigues dos Santos era o representante da comunidade. E pensar que, de lá para cá, quantas vezes essa bendita água, que chegaria às casas dos moradores, não foi utilizada como engodo em época de eleições, chega a dar nojo dos falsos políticos que, no afã de conquistar o voto da população, esbravejavam mentiras nos microfones.

Os tempos agora são outros e coube a um vereador a resolução do problema.

Whindson Moreira Mendes (PP), o Nem Mendes – aquele mesmo que, quando presidiu a Câmara Municipal, canalizou vários recursos do município para pavimentar ruas, fazer praças e recursos do estado para construir ginásio de esportes, equipar posto de saúde e cuidar daquela população de uma forma geral – foi quem esteve em Salvador no ano passado, visitando várias secretarias, numa luta incessante em defesa de Santa Rita do Planalto.

Vamos parabenizar Nem Mendes e celebrar a chegada da água, porque quem dá água, dá vida.

 

Destaque HOME

De lá Maria Pinheiro está aplaudindo sua neta, que é “impávida que nem Muhammad Ali”

mm

Publicado

em

Eu me lembro como se fosse hoje.

Ainda numa maca no corredor do Hospital Municipal de Teixeira de Freitas, quando retornou do último AVC, minha mãe, Maria Pinheiro, que há seis anos não mais está neste plano, disse que não queria ter voltado.

Ao recobrar a consciência e perceber que estava viva, ela desapontou-se, descrevendo aquele mundo onde estivera por algumas horas como um lugar harmonioso, de luz, de serenidade e de uma beleza exuberante. Falou das plumas que a envolviam, dando-lhe proteção e também que lá não habitava o sofrimento, a ansiedade, a depressão ou quaisquer outros males da alma.

Imagino que um anjo deva ter recebido minha mãe com luzes serenas e que mãos poderosas a envolveram durante todo o período que aqui ela se manteve desacordada.

Nos 80 anos que por aqui esteve, Maria Pinheiro valsou embalada pela vontade e ternura de viver e enfrentou o mundo com dignidade e força para ser o pai e a mãe dos nove filhos que criou. Autodidata, ela aprendeu a ler, a escrever e ensinou aos filhos o valor da simplicidade das coisas.

Cresci vivenciando a batalha diária que a minha mãe travava para nos manter e nos educar. E esses laços invencíveis, guardados no inconsciente, os quais unem eu e minha mãe além da vida, fiz questão de transferir aos descendentes que decidiram seguir os passos que com ela aprendi. Entre os descendentes está a minha primogênita, “impávida que nem Muhammad Ali, apaixonadamente como Peri e infalível como Bruce Lee”.

E sei que neste dia 12 de dezembro, lá do reino sereno e poderoso que minha mãe tão perfeitamente descreveu quando retornou daquele AVC está Maria Pinheiro, de pé, aplaudindo a sua neta Thathira Mickaelle, que acaba de apresentar o trabalho final do curso de direito na Faculdade Pitágoras.

[Crônica de Edelvânio Pinheiro]

Foto: Thathira Mickaelle com os professores Caike Gama, Luciano Porto e Gilleard Pádua, durante apresentação do TCC.

Continuar leitura...

Destaque HOME

Academia Teixeirense de Letras realiza sessão solene final de 2018 nesta quinta (13)

mm

Publicado

em

[Edelvânio Pinheiro] A Academia Teixeirense de Letras (ATL) realiza sua sessão solene final de 2018, a partir das 19h desta quinta-feira (13), no auditório da Câmara de Vereadores de Teixeira de Freitas/BA.

“Desde já, contamos com a presença ilustre dos amantes da literatura, da cultura e da arte no nosso evento acadêmico final do ano”, convida Almir Zarfeg, presidente da ATL.

Segundo o presidente, a sessão acadêmica será marcada pelo lançamento do volume III da antologia “ATL em Verso e Prosa!”, pela abertura das inscrições para a 3ª edição do Prêmio Castro Alves de Literatura e, também, pela apresentação dos candidatos às cadeiras 22 e 36 da ATL.

“Também serão conhecidos os indicados ao Prêmio Destaque Poético 2018 da editora luso-brasileira Mágico de Oz, que vai acontecer em Petrópolis/RJ no próximo dia 15 de dezembro”, acrescentou Zarfeg.

Na oportunidade, o maestro Eudes Oliveira Brito será indicado formalmente à condição de 1º Membro Benemérito da ATL. Ele é autor da melodia e do arranjo do hino oficial da instituição literocultural. O acadêmico Marcus Aurelius é o autor da letra.

Durante a cerimônia acadêmica, a professora Enelita Freitas será homenageada pela passagem do seu 70º aniversário.

“Será um evento acadêmico inesquecível com as bênçãos de Castro Alves, nosso patrono-geral”, concluiu Zarfeg, que vai receber o Troféu Água Preta de 2018 das mãos da diretora do portal Água Preta News, Sandra Costa.

Continuar leitura...

Destaque HOME

Vídeo mostra ação de atirador dentro da igreja em Campinas

mm

Publicado

em

Imagens do circuito interno da Catedral Metropolitana de Campinas, no interior de São Paulo, flagraram o momento em que um atirador realizou disparos contra fiéis que acompanhavam à missa, no início da tarde desta terça-feira (11). Quatro pessoas morreram e outras quatro ficaram feridas devido à ação do atirador, que se matou em seguida.

Inicialmente as autoridades disseram que cinco pessoas haviam morrido, depois esse número foi corrigido.

Policiais dispararam contra o criminoso e conseguiram atingi-lo na costela. O momento em que o atirador tira a própria vida não foi registrado.

 

Continuar leitura...
Anúncio Patrocinado

EM ALTA