Connect with us

Destaque HOME

Vinda de deputados a Itanhém provoca desentendimento entre diretores do PSD

mm

Publicado

em

A vinda dos deputados Ronaldo Carletto e Robinho, ambos do Partido Progressista, na última sexta-feira (29), para visitar correligionários na cidade de Itanhém, provocou um desentendimento entre os dois principais diretores do PSD do município. O Partido Social Democrático, que tem o número 55, teve como candidato a prefeito nas últimas eleições municipais o funcionário público Mildson Medeiros, que é o presidente da sigla.

O vereador Whindson Moreira Mendes, o Nem Mendes (PP) ofereceu um almoço em sua residência aos deputados e convidou algumas lideranças políticas locais. Entre outros líderes, estiveram presentes o vice-prefeito André Lisboa (PSDB), ex-prefeito Milton Ferreira Guimarães, o Bentivi (PSB), vereadores André Correia (PHS) Deilton Porto, o Caboquinho (DEM) e Marcos Vilas Boas, o Marquinhos (PSDB), mas, o que causou insatisfação ao vice-presidente do PSD, Gildeon Rosa, foi a presença de Mildson Medeiros no encontro com Ronaldo Carletto e Robinho. Pelo menos foi o que ele registrou em sua página no Facebook, no dia 1º de julho, às 7h09.

“A decepção só aumenta, pois cada vez mais os interesses próprios falam mais alto”, escreveu Gildeon, enfatizando que se sentia envergonhado e decepcionado em ter levantado uma bandeira em defesa de Mildson Medeiros. “Isso só nos faz refletir como somos usados como massa de manobra nas mãos dos políticos, percebo que política não é para todos, pois, nem todos têm a dignidade e o respeito pelo povo e é por isso que o dinheiro fala mais alto na hora de votar, muitos votam pela barriga e não pela consciência e pelos serviços prestados”, indignou-se.

Gildeon e Mildson, diretores do PSD.

Em sua postagem, o vice-presidente do PSD ainda criticou a corrupção e o que ele chamou de ‘cortejo’ pelo menos de um dos deputados, pelo contexto e já que fez referência a uma pessoa apenas.

“Infelizmente o brasileiro é quem faz a corrupção crescer cada vez mais”, alertou. “Decepção é pouco, uma pessoa que nada fez pela cidade ser cortejada como um rei, um chefe de estado”, lamentou. Isso é vergonhoso, por isso a educação, saúde, segurança, infraestrutura vai mal no país todo”, completou.

O diretor do PSD, que declarou apoio ao deputado federal Claudio Cajado, fez ainda questão de registrar que, nesta semana, vai se desfiliar do partido, sem falar qual será a sua nova sigla.

“Estou enojado com tudo isso”, finalizou.

Horas depois, às 9h38, Mildson Medeiros se explicou, também fazendo uso das redes sociais. Ele foi educado, chamou as palavras de Gildeon de ‘desagradáveis’, questionou porque não foi procurado antes do posicionamento de seu colega de partido e garantiu que ainda não tomou nenhuma decisão sobre as eleições de outubro.

“Gil, bom dia! Tudo bem? Por que esse texto com palavras tão desagradáveis contra a minha pessoa? Por que antes de tomar essa decisão você não conversou comigo?”, questionou em sua página no Facebook. “Pelo o que eu sei até agora não tenho nada concreto com nenhum deputado”, afirmou.

Mildson Medeiros destacou que, desde os primeiros momentos, ele defende que os candidatos antes de serem escolhidos sejam apresentados ao grupo político.

“O que venho dizendo do princípio é que temos que apresentar nomes de candidatos e juntos escolhermos. Mas isso não foi levado em conta, olha só o que deu, cada um tá procurando o seu e eu, até agora, estou sem”, reafirmou. “Vou escolher sim, mas, em grupo. Vou levar o nome do Cajado, pra mim é uma pessoa excelente, como vou também levar outros nomes que me procuraram, fizeram propostas e condições, só que [o nome] será escolhido pelo grupo”, garantiu.

O presidente do PSD achou precipitada a decisão do vice-presidente do partido.

“Eu entendo seu interesse pelo Cajado, respeito, mas as coisas foram precipitadas e veja no que deu; precisamos ter paciência e cuidado nas decisões”, alertou, fazendo questão de destacar que tem Gildeon como um grande amigo, a quem admira como cidadão, como profissional, como pessoa e a quem ele agradece por ter sido candidato nas últimas eleições.

FOTO CAPA: Deputados Robinho e Ronaldo Carletto.

Destaque HOME

Apoiadores de Mildson Medeiros vão receber Cacá Leão e Zé Cocá no trevo da cidade, de onde sairão em carreata

mm

Publicado

em

O ex-candidato a prefeito de Itanhém, Mildson Medeiros (PSD), anunciou nas redes sociais que a recepção aos candidatos a deputados que ele apoia vai iniciar no trevo da cidade, na BA-290, de onde todos seguirão em carreata para a Praça Otávio Mangabeira, no Bairro São João, onde está instalado o Terminal Rodoviário.

A expectativa dos apoiadores de Mildson  Medeiros é a de que a recepção a Cacá Leão [candidato a federal] e Zé Cocá, ambos do Partido Progressista, será o maior evento político do ano no município.

Ao contrário de outras recepções à candidatos, que aconteceu em locais de pouco espaço e inadequados,  como a Casa da Cultura, por exemplo, Mildson Medeiros escolheu um logradouro público, que poderá reunir o maior número possível de pessoas.

Considerado a maior liderança política do município da atualidade, o ex-candidato a prefeito mostra o seu prestígio político quando consegue trazer a Itanhém o vice-governador da Bahia, João Leão (PP), numa eleição muito disputada e com pouco tempo disponível para campanha.

Continuar leitura...

Destaque HOME

Vereador reivindica ambulância que teria sido solicitada por Ronaldo Correia

mm

Publicado

em

O vereador Sasdelli Resende (PSDB) reivindicou a ambulância que foi comprada para o município de Itanhém, através de uma emenda do deputado Roberto Brito (PP). A imprensa noticiou  que a ambulância havia sido solicitada pelo presidente da Câmara, Ronaldo Correia (PC do B). Até o site ItanhémFest, que dá sustentabilidade à administração de Zulma Pinheiro (MDB), prefeita a quem Sasdelli Resende é ligado politicamente, noticiou que o veículo tratava-se da segunda ambulância que Ronaldo Correia havia conseguido para a população de Itanhém.

Quando provocado em um grupo de WhatsApp, Sasdelli Resende publicou um documento que diz ser a comprovação de que a emenda da ambulância foi destinada a ele e não a Ronaldo Correia. Além disso, o vereador gravou um áudio nas redes sociais.

“Essa ambulância é um pedido que fiz, junto com a prefeita Zulma, ao deputado Roberto Brito. Mandei [no WhatsApp] foto do documento datado e assinado, de onde sai e para onde vai, então, está tudo registrado. Até o final de semana Batinga será contemplado, como foi prometido pelo vereador Sasdelli”, disse.

Com a reivindicação de Sasdelli Resende, Ronaldo Correia precisa agora apresentar à população a segunda ambulância que disse ter conseguido para Itanhém, através do deputado Roberto Brito. O parlamentar, por sinal, em reportagem no último dia 4 de agosto afirmou ao Água Preta News a existência de uma emenda para aquisição de uma ambulância que havia sido solicitada por Ronaldo Correia. Até o momento o presidente da Câmara não se manifestou sobre o assunto.

FOTO/redes sociais: A ambulância, de acordo com o vereador Sasdelli atenderá a população de Batinga.

Continuar leitura...

Destaque HOME

Vereador desmente assessor da prefeita, dizendo que deputados não são contra asfalto de Batinga

mm

Publicado

em

A prefeita de Itanhém, Zulma Pinheiro (MDB), não executou emendas importantes para o desenvolvimento do município, que foram solicitadas pelo vereador Whindson Moreira Mendes, o Nem Mendes (PP), aos deputados Ronaldo Carletto e Robinho, ambos do Partido Progressista.

O vereador, que já foi presidente da Câmara Municipal, faz oposição a chefe do Executivo e os deputados não são os candidatos que ela apoia.

No total, Nem Mendes conseguiu R$ 630 mil em emendas com os parlamentares: R$ 300 mil para a saúde, R$ 80 mil para aquisição de uma ambulância e R$ 250 mil para o calçamento de várias algumas no distrito de Batinga. Todos esses valores, de acordo com o vereador, já foram depositados na conta da prefeitura e as obras não têm se quer previsão de início.

Com os deputados, Nem Mendes ainda conseguiu a perfuração de um poço artesiano, com uma vazão de 28 mil litros de água por hora e a construção de toda a logística de distribuição da água para mais de 430 residências do distrito de Santa Rita do Planalto. Só na logística foram investidos R$ 530 mil. Esta obra vem sendo realizada porque, segundo Nem Mendes, não depende de decisão da prefeita para executá-la.

Na defesa dos interesses políticos de Carletto e Robinho, Nem Mendes, entre outras lideranças, conta com o apoio do vereador André Correia (PHS), que é o maior nome da oposição no Legislativo.

Na noite desta segunda-feira (24), nas redes sociais, um dos assessores da prefeita fez insinuações de que os deputados Ronaldo Carletto e Robinho são contra o asfaltamento da BA-290, no trecho que liga a cidade de Itanhém ao estado de Minas Gerais e o vereador rebateu a postura do assessor.

“Tenho motivos para não votar mais. Já votei e não gostei. Querer impedir o asfalto pra Batinga é golpe baixo”, escreveu o assessor em um grupo de WhatsApp, ao passo que contestado pelo vereador. “Como assessor da prefeita, pede a ela para executar a emenda que os deputados Robinho e Ronaldo Carletto colocaram para fazer o calçamento de Batinga”, disse Nem Mendes, desafiando. “Aí você vem com essa mentira que os deputados estão contra o asfalto; manda aí a reportagem que você viu”.

FOTO/arquivo: Nem Mendes quando esteve na CERB, em Salvador, com o deputado Robinho, para conseguir poço artesiano e outras obras.,

Continuar leitura...
Anúncio Patrocinado

EM ALTA