Connect with us

Destaque HOME

A cobrança de André Correia, a resposta de Matoba e a rasgação de seda de Renato

Publicado

em

Compartilhe

 

Entrevistado no programa Tribuna do Povo, da Rádio Master FM, o vereador André Correia (PP) fez um questionamento sobre os três respiradores que o município conseguiu junto ao ministério da Saúde, desde o último dia 20 de março. Os aparelhos estão instalados no Hospital Maria Moreira Lisboa.

De acordo com o que disse o vereador, os respiradores não estão tendo utilidade para o município.

“Esses respiradores, da forma que estão, têm a mesma função se estivessem nas caixas, pois não estão salvando vidas”, disse o vereador no programa Tribuna do Povo, enfatizando. “Se eles realmente estivessem funcionando, não estaríamos solicitando vagas para Teixeira de Freitas há 60 dias”.

O secretário da Saúde, o médico Roberto Matoba, utilizou as redes sociais para dizer que a informação dada pelo vereador não é verdadeira.

“Os aparelhos foram devidamente montados e instalados, por equipe de técnicos enviados pelo Ministério da Saúde, no Hospital, onde permanecem à disposição para utilização pelos pacientes que necessitarem”, publicou o secretário em sua página no Facebook.

O secretário publicou ainda que também não é verdadeira a informação de que os pacientes estão à espera de vagas na UTI de Teixeira de Freitas por falta desses aparelhos.

“Além desses aparelhos, seriam necessários um espaço físico maior para sua instalação, macas, monitores, alimentação de oxigênio e ar comprimido, equipe maior de médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e fisioterapeutas, além de um aporte maior de epi’s, insumos e medicamentos utilizados em UTIs, que no momento estão em falta em todo país, inclusive na cidade de Teixeira”, continuou o secretário.

Ainda em sua página no Facebook, Roberto Matoba disse que, até o momento, nenhuma solicitação foi feita pelos gestores da cidade de Teixeira de Freitas e que o trabalho está sendo feito em conjunto com os dois municípios. Entretanto, mais adiante em seu esclarecimento, o médico, paradoxalmente, diz que os aparelhos são patrimônio do município de Itanhém e alega necessidade de intervenção judicial ou votação no Legislativo para cedê-los ou emprestá-los a Teixeira de Freitas.

Finalizando, o secretário lembrou que cidades de referência, como Teixeira de Freitas, recebem recursos dos municípios menores, através de pactuação das esferas estadual e federal, para que sejam mantidas as UTIs para atender pacientes dessas localidades menores.

Rasgar seda

O vereador Renato Correia (MDB) não perdeu a oportunidade de se aparecer politicamente e saiu em defesa do secretário da Saúde, sob a desculpa de estar exercendo seu papel de fiscalizador,  trabalhando em defesa do interesse da população itanheense.

Renato gravou um vídeo, por sinal quase inaudível, na sala onde estão instalados os três respiradores e publicou em sua página no Facebook. O vídeo pode ser visto aqui.

No texto que apresenta o vídeo nas redes sociais, o vereador disse que estava ali “exercendo o papel de fiscalizador do povo”.

“Fui atrás do Sec de Saúde Dr. Roberto pra averiguar alguns comentários que saíram pela cidade sobre o não funcionamento dos respiradores que Itanhem tinham recebidos e gentilmente o Dr. Roberto me acompanhou até a ala do COVID onde os mesmo estavam todos funcionando”, escreveu Correia no Facebook. O texto foi transcrito ipsis litteris.

O papel do vereador é, de fato, fiscalizar, desde que esta ação não se atenha tão somente aos interesses políticos e pessoais do parlamentar. Também, os vídeos gravados e postados em redes sociais devem, em sua essência, serem esclarecedores e não se prestarem à ridícula função de rasgar seda à secretário algum. E, é bom que se diga que, encontrar-se com qualquer um dos secretários do prefeito Mildson Medeiros não é privilégio pra ninguém, muito menos para um vereador, a quem o secretariado deve estar sempre a disposição.