Connect with us

News

“A secretária disse que o coração dela tá de cortar de dó de Sophia, [mas] até agora não conseguiu nada”, diz mãe que aguarda, desde abril, cirurgia de filha em Itanhém

Edelvânio Pinheiro

Publicado

em

Compartilhe

O ano que passou foi de muitas dificuldades para a família de Alessandra Pereira de Sousa. Ela mora no bairro Monte Santo, em Itanhém, com o marido e dois filhos. Sua filha caçula, Sophia Sousa Santos, de 5 anos, precisa urgentemente fazer cirurgia para retirada das amígdalas.

Não há uma noite se quer que a criança consegue dormir tranquilamente. A mãe, sempre presente, acorda diversas vezes na madrugada para acomodar melhor a filha na cama para diminuir o sofrimento dela com as amígdalas, que são muito grandes e inflamam constantemente.

Febre alta por causa da inflamação da garganta e dos ouvidos já virou rotina na vida daquela família. As caixas de antibióticos, corticóides, antiinflamatórios e outros medicamentos fazem parte do cenário da residência de Alessandra praticamente desde quando a filha nasceu.

“Coloquei o papel lá e até agora nada, resolveu nada”, disse a mãe ao Água Preta News, se referindo à secretaria da Saúde de Itanhém. “A secretária disse que o coração dela tá de cortar de dó de Sophia, [maa] até agora não conseguiu nada”, completou.

A reportagem teve acesso ao relatório médico da criança, que foi assinado por uma otorrina no dia 22 de abril do ano passado.

No novo ano Alessandra aguarda que Deus toque o coração de alguém para conseguir a cirurgia da pequena Sophia, porque a espera pelo poder público pode significar mais uma ano de sofrimento para a criança e a família.

FOTO: Em outubro a mãe volta a cobrar da secretária da Saúde a cirurgia da filha, mas, novamente, ficou na promessa.