Connect with us

News

Acordo trágico para Itanhém pode garantir sobrevida da prefeita e seu bando de sanguessugas

Edelvânio Pinheiro

Publicado

em

Compartilhe

Antes de tudo, pela isenção da nobre função de jornalista, talvez seja necessário dizer que não sou coordenador de campanha política de ninguém, que não tenho nenhum interesse em estar metido nisso, que nunca fui convidado por nenhuma sigla partidária e que jamais aceitaria qualquer convite desta natureza. Esse meu posicionamento me dá a liberdade de escrever o que bem quiser, fazer a análise política que julgar conveniente e apenas me preocupar com o meu leitor, razão maior dos meus textos.

O portal Água Preta News, nesses três anos de existência, conquistou seu espaço e o gosto dos leitores em Itanhém e na região e se tornou porta-voz daqueles que não aceitam mais a política rasteira e as ações minguadas da gestão da prefeita Zulma Pinheiro, que tem data marcada para perder a validade, constituída por seus irmãos e meia dúzia de miseráveis que sobrevivem da migalha que cai da mesa da prefeitura.

Já passando de três anos, a administração de Zulma Pinheiro se revelou um retrocesso, um atraso abonado por líderes políticos como o ex-prefeito e médico Oséas Moreira Lisboa, que, além de indicar o filho como vice-prefeito, exibe o título de secretário mais inoperante da Pasta da Agricultura da história recente de Itanhém. Também, por tabela, beneficiou seus aliados.

A comprovação do equívoco político de Zulma Pinheiro e daqueles que a colocou no poder é visível e penoso: uma gestão centralizada numa família que governa para si, dando as costas para o povo, ignorando suas necessidades mais relevantes.

Por mais que Dr. Oséas e todos os demais que apoiaram esse caos administrativo finjam que não, eles são diretamente responsáveis por este desgoverno que aí está. E é bom que se diga que todas as contestações e vaias que Zulma Pinheiro vem recebendo estão respingando fortemente neles também e, no momento exato, a população os farão relembrar do quanto foram miseráveis com a população itanheense, apoiando e dando sustentação a esta administração que só tem os olhos voltados para a própria família e meia dúzia de puxassacos.

Até o presente momento este humilde escriba não se convenceu de que todas as lideranças, principalmente o experiente grupo político liderado por Dr. Oséas, acreditou que Zulma Pinheiro faria uma administração descentralizada e sem a prática do nepotismo. É claro que não! Ele e os demais embarcaram conscientemente na candidatura de Zulma Pinheiro porque viam nela a grande chance de se beneficiarem. Apenas isso!

Não esqueçamos que Dr. Oséas, em vários momentos, foi vítima de várias perseguições políticas do pai da prefeita, o ex-prefeito Neco Batista. Dr. Oséas pode até ter esquecido, a história, não.

O que se nota por parte desses grupos que sustentam a caótica administração dos irmãos Pinheiro é que a preocupação com o próprio umbigo deve ter acalmado qualquer decisão política contrária à prefeita e em defesa do povo sofrido da terra de Água Preta. Tanto que não duvidamos mais que a parceria firmada entre eles poderá ser renovada nas eleições municipais de 2020. E, esse acordo, trágico para o município, ainda que com chances ínfimas, se reeditado, pode garantir a sobrevida da prefeita e seu bando de sanguessugas.

Por Edelvânio Pinheiro. Foto: arquivo

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

  1. Avatar

    Floriano Junior

    setembro 8, 2019 at 12:52 pm

    E DEUS ve tudo, minha gente…

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *