Connect with us

Entretenimento

Amores sofredores conduzidos por dependência emocional afetiva: ressignifique a sua forma de amar!

mm

Publicado

em

Quem nunca sofreu uma dor de amor? Quem nunca jurou nunca mais amar? Quem nunca “pagou a própria língua” quando se viu, no momento seguinte, em outro relacionamento, sofrendo, novamente, por amor. Quem nunca?

Somos seres de apego e nossa necessidade fundamental é ser reconhecidos, amados, desejados, olhados pelo outro. A nossa alma busca por amor, sendo assim, em algum momento da vida, o nosso coração irá se machucar. Só não sofre quem não ama!

Todos nós temos o direito de lutar pela nossa felicidade, não existe um limite de tentativas. Se sua alma anseia em ser feliz, não se importe com os julgamentos alheios, vá em frente, lute pelo amor quantas vezes tiver vontade e disposição para amar!

No entanto, em nome do “amor”, nunca sabote os princípios que orquestram sua vida, não negue e não negligencie seus valores, aqueles que constituem sua essência humana.

Caso você se anular num relacionamento ou tentar se enganar, para meramente fazer a vontade do “ser amado”, seu eu gritará por socorro para que se liberte de dentro de si mesmo(a).

Quando você permite que o outro o machuque constantemente, alguma coisa está muito errada em você! Atrevo-me a falar que, se existir em sua vida um relacionamento assim, não é amor!

Talvez, seja uma relação de dependência emocional afetiva, por alguma razão que você próprio(a) desconhece, ou até mesmo conhece. Quem sabe você aja assim, portanto, uma coisa levou a outra.

Bem, vou explicar, talvez você esteja carregando o peso de algumas carências de infância, carências passadas ou de outros relacionamentos, ou, quem sabe, do atual relacionamento, carências que crescem e se tornam permanentes.

Carência não é o mesmo que dependência. A carência pode ser um estado emocional passageiro conforme citei, todavia, quando se torna constante, poderá originar um quadro de dependência emocional afetiva, tendo como consequência uma doença do amor.

E quantas pessoas hoje se encontram num relacionamento adoentado? Pessoas que possuem essas características são regidas por medo, baixa estima, insegurança, e lá, bem no íntimo de cada uma, nutrem crenças limitantes, avaliam não serem merecedoras de um amor maior e verdadeiro.

Se você tiver um “amor” assim, recomendo uma análise de sua vida e até mesmo ajuda profissional.

Num relacionamento amoroso as duas partes precisam se doar e se esforçar para um fazer o outro feliz. Amar sozinho não vale a pena! Ame a si mesmo, amor-próprio primeiro! Se você fizer isso, deixará bem claro para a outra pessoa o quanto você é especial, e como uma pessoa especial, na relação a dois, igualmente, você merece respeito e cuidado!

Pergunto: quem é que já foi “escravo do amor, em nome do amor”? Quem é escravo do amor? Amor não escraviza ninguém! Que tremenda contradição, não é mesmo? Quando você transfere seu “amor” exclusivamente para a vida de outra pessoa, você nega a oportunidade de ser feliz.

O que acontece com relacionamentos doentios?

Acontece assim: “A minha felicidade depende dele(a), nada tem valor se ele(a) não me quiser.” Engano seu, o outro não é totalmente responsável pela sua felicidade. São relacionamentos fragilizados, onde existe passividade excessiva de uma pessoa, e esta cede sempre, por medo de ser deixado(a).

Amor não cresce num ambiente ameaçador, onde só um tem voz e o outro diz “amém”.

Uma relação baseada no desgaste frequente devido à submissão pode levar ao adoecimento emocional e físico. É comum pessoas serem acometidas por depressão por pertencer a uma ligação desse nível.

O amor requer reciprocidade, conforme já mencionei no outro artigo. Então, não se coloque em segundo plano, a única pessoa que pode defender você é você mesmo(a). Verbalize ao outro o que o deixa triste e o que o alegra, fale com segurança dos seus sentimentos. Quando lhe ferirem, você possui o direito de falar!

“Hoje me senti constrangida diante do que você fez, fui ferida na frente daquelas pessoas, espero que você me entenda e mude suas atitudes…”

Existem pessoas que preferem continuar se enganando e adiando a felicidade, funciona mais ou menos assim: “Deixa para lá! Ficarei mais um ou dois anos assim, depois eu vejo, qual vai ser a decisão que tomarei a respeito desse relacionamento…”

A pergunta é: quem lhe garante que daqui um ou dois anos, você estará aqui? Você quer acreditar nisso, eu também!  Porém, a oportunidade de ser feliz é agora. Lute pela sua felicidade HOJE, o amanhã é incerto!

Já diz a letra da música de Ana Vilela: “A vida é trem bala, parceiro, a gente é só passageiro prestes a partir…”

Continuar leitura...
Anúncio Patrocinado
Clique para comentar

Deixe sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entretenimento

Escolha uma figura e descubra a força que te guia na vida

mm

Publicado

em

[Luiza Fletcher/ O Segredo] Todos nós temos uma grande força interior, que nos fortalece e guia na vida. Nos momentos de dificuldade, ela nos ajuda a permanecer de pé e manter tudo sob controle. Essa força é um reflexo de tudo o que importa para nós e, quando trabalhamos nela, tornamo-nos praticamente imbatíveis.

Você já conseguiu identificar qual é essa força em você? Se ainda não, não tem problema, porque o teste de hoje vai ajudar!
Na imagem acima são apresentados 6 símbolos diferentes: alguns com formatos semelhantes a flores (3, 4 e 5) e outros mais geométricos (1, 2 e 6). Escolha o seu preferido e continue a leitura para descobrir qual a poderosa força interior que o guia na vida.

Pronto?

Se você escolheu…

A figura 1

A grande força que rege a sua vida é a intuição. Não importa o quão difíceis as coisas pareçam ser, você sempre consegue resolver, com a sabedoria do seu interior. Sua intuição o direciona ao caminho certo e o apresenta pessoas que tornam sua vida ainda mais especial.

Muitas pessoas não compreendem o seu relacionamento com a sua intuição e criticam muitas de suas escolhas, mas não deixe que isso o abale, porque enquanto você sentir paz em seu interior, é um sinal de que está no caminho certo.


A figura 2

A força que o direciona na vida é a sua capacidade de amar. Muitos problemas da vida são criados porque as pessoas não respeitam e amam as outras, agindo com maldade e egoísmo. Para você, esses sentimentos não existem e sempre é capaz de enxergar a todos com pureza e bondade.

Você pode pensar que isso, na verdade, é uma fraqueza, já que muitas vezes sofre com a ingratidão de pessoa ao seu redor, mas na verdade é uma das coisas mais importantes sobre si mesmo, porque o amor sempre o mantém de pé. Ser uma pessoa amorosa nunca será algo ruim.


A figura 3

Você é uma pessoa inspirada e sua criatividade natural o faz seguir pela vida com confiança e segurança. Sua maneira única de enxergar o mundo sempre lhe permite encontrar saídas fáceis para problemas e oportunidades de encontrar a felicidade, mesmo nos lugares menos prováveis.

Sua inspiração é o que lhe permite viver a sua vida com significado e propósito, por isso você deve sempre valorizá-la e colocá-la em prática no mundo, para ajudar outras pessoas também.


A figura 4

A grande força que o direciona na vida é a inteligência. Ela é a grande força e que lhe permite encontrar uma saída, não importa onde você esteja. Você acredita em sua inteligência, por isso também é paciente, porque sabe que encontrará uma maneira de se libertar das dificuldades e aproveitar os bons momentos da vida da maneira certa.

Para alguns, a sua inteligência pode parecer arrogância, mas não deixe que essas opiniões o atinjam porque nada mais são do que uma maneira de tentar sabotá-lo. A sua inteligência é sua maior força. Valorize-a!


A figura 5

A sua obstinação é a sua grande força. Você é muito comprometido com os seus objetivos e, quando deseja algo com todo o seu coração, nenhum obstáculo da vida é capaz de pará-lo. É muito difícil encontrar pessoas como você, que não desejam o caminho fácil e se esforçam verdadeiramente por seus objetivos.

Muitas vezes você poderá sofrer grandes decepções, por conta de sua persistência, mas é ela quem torna a sua vida muito mais significativa, portanto não permita que se enfraqueça. Enquanto sua tenacidade o guiar, você estará bem.


A figura 6

O seu autocontrole mental e emocional são as forças base da sua vida e o mantêm firme, independentemente das circunstâncias. Você é capaz de analisar as situações de uma maneira ampla e, ao mesmo tempo, sem apegos, pois sabe que tudo é passageiro e nos traz uma lição.

Você possui mente e coração saudáveis, que trabalham a seu favor. No entanto, ainda pode passar por períodos de inseguranças e medo, porque eles fazem parte da experiência humana. Quando isso acontecer, não se culpe, apenas coloque a cabeça no lugar novamente e trabalhe em soluções saudáveis, essa é a sua especialidade!

Qual símbolo você escolheu? O que achou do seu resultado? Comente abaixo e compartilhe o teste com os amigos!

Continuar leitura...

Entretenimento

Por que ganhamos peso ao ficarmos mais velhos? A ciência sabe

mm

Publicado

em

[Veja] Você com certeza já ouviu alguém dizer “quando eu era mais novo eu era bem magrinho”. É provável que esse conhecido costumasse ter um peso adequado, mas começou a engordar conforme os anos foram passando. Esse processo é muito comum para a maioria das pessoas. Mas por que isso acontece? Pesquisadores suecos e franceses decidiram investigar e descobriram a resposta: o processo de remoção das células responsáveis por armazenar gordura diminui durante o envelhecimento. Do outro lado, aquele que armazena gordura, não há reajuste para manter o controle do que entra. Esse desequilíbrio facilita o ganho de peso, mesmo que a rotina alimentar e de exercícios não mude ao longos dos anos.

“Os resultados indicam, pela primeira vez, que os processos em nosso tecido adiposo regulam as alterações no peso corporal durante o envelhecimento de maneira independente de outros fatores”, disse Peter Arner, co-autor do estudo, ao Daily Mail. Segundo a equipe, essa descoberta pode favorecer a criação de tratamentos que ajudem a manter o controle do peso corporal ao longo da vida. Enquanto isso não acontece, a melhor forma de limitar esse efeito é praticar atividade física regularmente.

Os cientistas disseram ainda acreditar que o novo entendimento sobre a renovação lipídica – processo de remoção e armazenamento de gorduras corporais –  pode  facilitar a compreensão do que regula o tamanho da massa gorda nas pessoas, melhorando os tratamentos para obesidade.

A descoberta

O processo de remoção e armazenamento das células responsáveis por estocar gordura diminui durante o envelhecimento, o que leva ao ganho de peso.

estudo, publicado na revista Nature Medicine, acompanhou 54 adultos ao longo de 16 anos, verificando ganho e/ou perda de peso. Ao final, os pesquisadores notaram que 15 participantes engordaram, 19 mantiveram praticamente o mesmo valor na balança e 20 conseguiram perder mais de 7% do peso corporal.

Na população feminina, dois hormônios trabalham para garantir o metabolismo. Nas mulheres jovens, níveis mais altos de estrogênio contribuem para a formação de tecido adiposo. Mas a forte presença da progesterona consegue equilibrar a balança. A partir dos 35 anos, os níveis de ambos os hormônios diminuem. No entanto, a queda da progesterona é muito maior – o que favorece a acúmulo de gordura corporal. 

Outro fator que atua no ganho de peso é a perda de massa muscular, pois isso leva à desaceleração do metabolismo. A glicose é a principal fonte de energia do organismo. Se não há gasto de glicose, pela falta de exercício, por exemplo, ela se transforma em gordura corporal.

Como evitar o ganho de peso?

A manutenção de uma alimentação equilibrada e a prática de atividade física regular é a solução para inúmeros problemas de saúde. Com o ganho de peso ocasionado pela idade não seria diferente. Por isso, é importante se exercitar, incluindo exercícios aeróbicos (nadar, andar de bicicleta, correr) e de resistência (levantamento de peso e agachamento). Para pessoas mais velhas, outra dica é investir no consumo de proteínas que ajudam a desenvolver os músculos e manter o metabolismo estável.

Continuar leitura...

Entretenimento

Quando a gente constrói em silêncio, as pessoas não sabem o que atacar

mm

Publicado

em

[O Segredo] Nossos caminhos estão repletos de espectadores que são como abutres atrás de carniça, prontos para tentar atrapalhar e derrubar qualquer coisa, mesmo quando não são chamados.

A sabedoria popular contém pérolas impagáveis e muitas verdades que atravessam gerações. Uma dessas máximas é aquela que nos aconselha a guardar nossos planos, nossos sonhos, nossas empreitadas, porque é difícil encontrar quem torça verdadeiramente pelo sucesso alheio.

E, hoje, em tempos de busca pela fama a qualquer preço, em meio a ostentações materialistas e curtidas virtuais, a vigília sobre a vida do outro está mais acirrada. Nunca se comparou tanto a própria vida com a do vizinho, nunca houve tanta gente tentando destruir a imagem de quem se destaca de alguma forma, principalmente nos meios midiáticos.

São muitos os casos de famosos que são expostos em algum fato de sua vida pessoal, por exemplo, e acabam condenados e julgados pela massa de internautas, os quais, muitas vezes, acusam de antemão, sem esperar pelo desenrolar dos acontecimentos, sem sequer dar o direito de resposta à pessoa exposta.

Vidas podem ser destruídas sem dó nem piedade. A inveja faz isso com as pessoas: retira quaisquer traços de compaixão de seus corações.

Logicamente, quando escolhemos nos tornar uma figura pública, teremos que saber o quanto de dissabores estaremos propensos a enfrentar. O que falamos, fazemos, o que postamos, enfim, estará à mercê de milhares de pessoas, ou seja, muitos pontos de vista serão confrontados por nossas opiniões, e isso nunca é tranquilo. Além disso, tem muita gente destemperada e desequilibrada por aí e a fúria delas inevitavelmente acabará recaindo sobre nossos comentários.

A gente precisa se preservar, muitas vezes agindo em silêncio, planejando com a gente mesmo, porque, na verdade, as pessoas são desconhecidas, uma vez que a grande maioria delas só nos mostra a parte que lhes convém e de forma teatral, em muitos casos.

A inveja, embora faça parte da natureza humana, pode se tornar perigosa, pois carrega energia ruim e negatividade por onde passa. Somos energia e existe muita gente nociva nos rodeando.

Não é fácil guardar as coisas boas que nos acontecem, pois dá uma vontade danada de gritar nossa felicidade por aí. No entanto, nem todo mundo tem a capacidade de vibrar com o outro, de ficar feliz sem que seja por si mesmo. Isso faz com que nossos caminhos estejam repletos de espectadores que são como abutres atrás de carniça, prontos para tentar atrapalhar e derrubar qualquer coisa, mesmo quando não são chamados.

Vale, portanto, aquela velha sabedoria popular: quando a gente constrói em silêncio, as pessoas não sabem o que atacar. Desse jeitinho.


Continuar leitura...
Anúncio Patrocinado

EM ALTA