Connect with us

News

APLB faz convite, mas reunião da Câmara de Itanhém pode não dar quórum

Edelvânio Pinheiro

Publicado

em

Compartilhe

Embora o presidente da Câmara de Vereadores, Sasdelli Resende (PSDB), em site que dá sustentação à sua gestão e à gestão da prefeita Zulma Pinheiro (MDB), tenha convidado a população para reunião ordinária desta segunda-feira (22), muito provavelmente não haverá quórum.

A APLB (Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia) protocolou ofício na Câmara, solicitando fazer uso da palavra em razão da aprovação, na semana passada, da lei que acaba com a eleição direta para diretores escolares. Além da prefeita, os vereadores que votaram a favor do projeto, Sasdelli Resende (PSDB), Ronaldo Correia (PC do B), Gelson Pícoli (PSDB) e Audrey Correia (PR), foram duramente criticados nas redes sociais e a suposta falta de quórum na reunião de hoje seria uma estratégia para acalmar os ânimos dos professores e da população, que já foi convidada pela APLB para se fazer presente à sessão da Câmara.

O Água Preta News apurou que o presidente da Câmara não manda, com frequência, publicar reportagem convidando as pessoas para comparecerem ao Legislativo. A última vez que o site ligado à sua gestão havia publicado anuncio sobre a reunião foi há 42 dias, no último dia 11 de março. Logo, à boca pequena, comenta-se que o convite não passa de uma estratégia do presidente da Casa, no sentido de mostrar que, se depender dele, a reunião aconteceria.

O Água Preta News apurou que pelo menos dois vereadores se encontram viajando e pelo menos outro estaria doente.

RELEMBRE:

Vereadores aprovam projeto da prefeita que acaba com eleição de diretores escolares em Itanhém

Irmão da prefeita há 2 anos já sinalizava em acabar com a eleição para diretores

Até tu, Brutus?”

Em velocidade supersônica prefeita de Itanhém sanciona lei que acaba com eleição de diretores de escolas

Advogada diz que “é vergonhoso, ditatorial e antidemocrático” acabar com a eleição de diretores

APLB vai analisar lei que acaba com a eleição de diretores; população se mobiliza para apoiar professores

Prefeita e vereadores são duramente criticados pela aprovação de lei que acaba com a eleição de diretores

Mildson defende que diretores devem continuar sendo cargo de confiança da comunidade escolar

Em reunião da APLB vereador condiciona seu apoio político à extinção da nova lei

APLB chama de ‘ato vergonhoso’ a aprovação da lei que acaba com eleição de diretores em Itanhém