Connect with us

Entretenimento

Aprenda a cozinhar e a descascar ovos de codorna

mm

Publicado

em

[Dona Perfeitinha/TALITA CAVALCANTE]
Sempre me perguntam como eu nunca machuco os ovinhos de codorna ao descascá-los e eu sempre respondo que já machuquei muitos, rs! A prática adquiri ajudando minha mãe a descascar ovinhos todos os dias – grandes quantidades! Ela vendia ovos em conserva, rs. Hoje tenho a maior facilidade e agilidade no processo, então resolvi dar minhas dicas por aqui.
A primeira dica é cozinhar os ovos com água filtrada. Isso porque a casca do ovo é porosa e absorve água no processo de cozimento. Depois é só colocar a água para ferver com os ovinhos lá dentro. Deixe fervendo por 12 a 15 minutos, no máximo. Os ovos cozinham antes disso, mas a clara só fica firme mesmo facilitando o processo de descascar sem ferí-la a partir de 12 minutos de cozimento. Não deixe mais que isso para que a gema não escureça. Sabe quando vemos um ovinho cozido com um ponto escuro, esverdeado? Isso é porque cozinhou além da conta.

 

Depois de cozidos, descasque ovo por ovo. Mas primeiramente, numa superfície qualquer, gire os ovinhos quebrando-lhe toda a casca, sem amassar o ovo. Isso deve ser feito delicadamente e serve para desgrudar a película interna do ovo. Depois, é só fazer um pequeno corte na casca. Isso facilitará reconhecer a película entre a casca e a clara do ovo. Essa película deve ser puxada junto com a casca. Para não ferir os ovinhos, preste atenção nessa película.
Depois de toda a casca retirada, lave o ovo em água filtrada para retirar resquícios de casca. E pronto!

 

Continuar leitura...
Anúncio Patrocinado
1 Comentário

1 Comment

  1. Renato

    27 de janeiro de 2018 at 11:05

    Excelente explicação.

Deixe sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entretenimento

Zarfeg dedica poema a Odilon Botelho, que acaba de celebrar 90 anos de idade

mm

Publicado

em

[Edelvânio Pinheiro] O poeta e jornalista Almir Zarfeg dedicou o poema “Bom e velho Dila” a Odilon Botelho, que no último domingo (23) celebrou seus 90 anos de existência no Clube Recreativo Ribeirão do Ouro (ARVO), em Itamaraju.

A confraternização, que se estendeu pelo domingo adentro, reuniu familiares e amigos do patriarca. De Teixeira de Freitas, os acadêmicos Almir Zarfeg e Athylla Borborema compareceram para prestigiar o evento. Juntamente com Elias Botelho, filho do aniversariante, os três são membros da Academia Teixeirense de Letras (ATL).

O evento envolveu a parte religiosa, marcada pela celebração da vida e pelos agradecimentos a Deus. A seguir, os filhos “tiraram o chapéu” para o patriarca por tudo que ele representa para seus descendentes, filhos, netos e bisnetos. Depois, houve os comes e bebes ao som da melhor MPB. O resto do domingo foi consumido pela alegria, encontros e reencontros e, enfim, pela celebração da vida em abundância.

No belo poema, o poeta trata dos temas da bondade e da velhice. Como se estivesse exortando ou orientando, ele diz que “a bondade é invisibilidade” “como sair de fininho”.

Ao citar a velhice, ele sustenta que ela, ao contrário da bondade, tem idade. E é vista como prêmio por algumas pessoas e, também, como castigo por outras. Mas conclui afirmando que a velhice é “voltar a ser criança”.

“Este poeminha foi a maneira que encontrei para homenagear os 90 anos do bom e velho Dila, a quem tive a honra de ser apresentado numa bela noite acadêmica”, disse Zarfeg à reportagem do Água Preta News.

BOM E VELHO DILA

A bondade, meninos e meninas,

É invisibilidade

Como sair de fininho

O espírito duma época

Como o pôr do sol

O bucolismo inocent

A bondade não tem idade

Não é grega nem cristã

Não costuma se anunciar

Mas nunca falha

É preciso ser bom um

Pouco mais

Para sê-lo o bastante

Possível

Homem bom é homem

Raro

Homem mau é homem

Banal

Já a velhice tem idade:

Prêmio para uns

Castigo – diz o sábio –

Para outros

Com certeza, voltar a ser

Criança

Estar – se achar – na

Simplicidade

                               Os confrades Zarfeg, Elias Botelho e Athylla Borborema

FOTOS: Daniel Borges

 

 

 

Continuar leitura...

Entretenimento

Horário de verão começa em novembro para não atrapalhar eleições

mm

Publicado

em

[Veja]

horário de verão de 2018 começará em 4 de novembro, e não em meados de outubro, como nos anos anteriores. Assim, no primeiro domingo após o segundo turno das eleições o brasileiro deverá adiantar seus relógios em uma hora. O segundo turno acontecerá em 28 de outubro.

A decisão de adiar a data foi tomada pelo presidente Michel Temer em conjunto com o Ministério de Minas e Energia, no fim de 2017, sob a alegação de que a mudança em outubro atrapalharia a apuração dos votos.

Apenas os estados do Centro-Oeste, Sudeste e Sul adotam o horário de verão — os do Norte e Nordeste não participam da mudança.

Até as eleições de 2014, o horário de verão criava problemas para o sistema eleitoral. Como a votação é encerrada às 17 horas, as regiões Nordeste e Norte fechavam suas seções de votação uma hora mais tarde do que as outras regiões do país.

Continuar leitura...

Entretenimento

Conheça o grilo carnívoro come até pequenos pássaros

mm

Publicado

em

Continuar leitura...
Anúncio Patrocinado

EM ALTA