Connect with us

Destaque HOME

CAPS de Itanhém realiza carreata para Campanha Setembro Amarelo, de prevenção ao suicídio

Publicado

em

Compartilhe

 

 

Neste mês de setembro, o amarelo é o sinal de alerta para a campanha de conscientização sobre a prevenção ao suicídio. Pensando nisso, o município de Itanhém, por meio da Secretaria de Saúde e do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), realizou, nesta sexta-feira, 17 de setembro, uma carreata para alertar a população sobre a importância da prevenção ao suicídio, bem como a forma como deve-se lidar com os transtornos mentais, que tem afetado diversas pessoas, independentemente de sua classe social.

A carreata saiu do CAPS de Itanhém, no bairro Nova Brasília, com veículos ornamentados com balões amarelos, e seguiu pelas principais ruas da cidade, até a Praça Otávio Mangabeira (Praça da Rodoviária) onde coordenadora do CAPS, Flávia Brito, passou importantes dados sobre o tema. “A campanha Setembro Amarelo precisa ser lembrada diariamente. Hoje evidenciamos, através da carreata, para que toda a população de Itanhém saiba a importância da vida e também a importância de se reerguer, caso um momento de tristeza venha acontecer sobre nossas vidas. Viver sempre é a melhor escolha!”, ressaltou a coordenadora.

 

 

O prefeito Mildson Medeiros (PSD), que acaba de chegar de Salvador, fez questão de participar do movimento e falou da relevância da campanha e da atenção psicossocial. “Essa carreata vem nos lembrar que temos que parar de julgar e ajudar mais. Quem pensa que o outro não problema está enganado, mas para tudo há saída. Nós, enquanto governo, temos o compromisso de dar condições para que o CAPS possa acolher e atender melhor a cada dia”, enfatizou.

Ainda na Praça da Rodoviária, a nutricionista Luara Soares cantou a música “Ame Mais, Julgue Menos”, em homenagem ao momento.

De posse da palavra, uma usuária do equipamento deixou uma mensagem para a comunidade. “É importante procurar ajuda porque muitas vezes nos encontramos num túnel escuro, e o trabalho do CAPS clareia. As vezes tudo que a gente precisa é procurar um psicólogo, um psiquiatra, e nada disso é de gente “doido” é de gente que precisa de ajuda. O suicídio é algo que traz muita tristeza tanto para família quanto para as pessoas que estão ao nosso redor, então, nós devemos lutar contra o suicídio”, disse ela.

Para o secretário da Saúde, Dr. Roberto Matoba, o mais importante no momento é conversar, desmistificar e tentar diminuir preconceitos e tabus que envolvem o tema. “Fazer o paciente sentir-se acolhido, em um ambiente que ele se sinta seguro, é o primeiro passo. O maior objetivo de nosso trabalho é a valorização da vida”, afirmou o secretário.

Participaram da carreata o vice-prefeito Alex Chaves (PT), os vereadores Dias da Academia e Renato Correia, a secretária do Desenvolvimento Social, Eliane Rodrigues; o secretário de Administração, Nem Mendes, o chefe de Gabinete, Gildeon Rosa, a secretária da Educação, Normélia Alquilina e o diretor de esportes, Gil Cerqueira.

Após os discursos, a equipe do CAPS realizou a entrega de panfletos, em diversos pontos da cidade, com mensagens e informações sobre como e onde procurar ajuda. [Jan Santos/Ascom PMI]