Connect with us

Entretenimento

Como ser mãe pode torná-la uma profissional melhor

mm

Publicado

em

[Forbes Brasil]

Quando os assuntos são maternidade e carreira, talvez a abordagem mais frequente consista em destacar a dificuldade de conciliar os dois papéis. Esses obstáculos, sem dúvida, existem. Porém, é cada vez menos raro ouvir relatos de mulheres que dominaram o processo e se tornaram ótimas profissionais apesar de serem mães – ou, talvez, justamente por isso.

A psicóloga e colunista da revista “Pais e Filhos” Elizabeth Monteiro e a coach de maternidade Roselake Leiros são unânimes quanto a isso. “Filho não impede ninguém de chegar aonde quer”, pontua a primeira. “É possível conciliar, mas a mulher precisa se questionar se realmente quer ser mãe e, caso a resposta seja positiva, preparar-se para isso, para que seja uma tarefa prazerosa e mais fácil de colocar em prática”, explica Roselake. “As pessoas se preparam muito para ser boas profissionais, passam anos investindo na formação, mas não se preparam para ser boas mães.”

No entanto, todo mundo sabe que a maternidade vem acompanhada de inúmeros desafios – alguns deles sentidos no mercado de trabalho. “Existe um preconceito de que a mulher vai dar despesa e atrapalhar a empresa”, relata Elizabeth. “É uma pena, mas ainda há muito preconceito. E não só nos cargos mais baixos ou operacionais – mesmo em posições de alto escalão vemos isso acontecer”, completa Roselake.

Porém, a relutância em apostar em profissionais mulheres e mães não é unânime. “Quando a profissional é competente e apresenta um currículo bom, isso fica em segundo lugar. Para ser admitida realmente existe uma política mais difícil para a mulher, mas é claro que, se ela apresentar um bom CV e fizer uma boa entrevista, o fato de ser mulher fica em segundo lugar e predomina a profissional”, diz Elizabeth. “Já existem muitas empresas que se preocupam apenas com a entrega e a qualidade do trabalho, que não querem nem saber se ele está sendo feito por um homem ou uma mulher, se é casado ou tem filhos. Querem apenas ver a coisa acontecer”, diz Roselake, que completa notando que tal política é positiva tanto para as profissionais quanto para as empresas, pois é bem provável que essa mulher se desdobre para entregar um bom resultado. “Quando alguém é reconhecido e respeitado, também reconhece e respeita, então entrega muito mais.”

Porém, os desafios não são todos impostos pelo mercado. As próprias mulheres tendem a criar barreiras e dificuldades na hora de conciliar as duas tarefas. O primeiro desses desafios talvez seja o de saber priorizar. “Tem momentos em que a família e o filho são prioridades. Então, é preciso assumi-los sem culpa”, explica Elizabeth. “Uma mãe culpada não consegue nem criar o filho e nem trabalhar.” Roselake completa: “Um grande desafio é o interno, de conciliar tudo e aceitar. Ser forte e flexível o suficiente para isso”.

Também é fundamental aprender a separar as duas coisas. “A hora em que estiver no trabalho, tem de realmente estar lá. Quando for embora, não pode levar trabalho para casa, pois trabalhar e estar com a família ao mesmo tempo não dá certo. Home office também é difícil, só dá certo se a mulher for muito disciplinada”, explica Elizabeth.

O que pouco se diz, no entanto, é que, ao se tornar mãe, a mulher adquire novas habilidades e aprimora muitas das que já tinha. Se bem utilizadas, essas capacidades têm o poder de melhorar o desempenho das profissionais.

Entretenimento

Delícia de verão: receita de mousse de morango com a fruta

Confira a receita de mousse de morango com a fruta superfácil!

mm

Publicado

em

[Isabela Henriques/ Terra]mousse é uma sobremesa fácil de fazer e muito gostosa. O melhor é que ela pode ser preparada de vários sabores, o que permite agradar a muitos gostosos. No TudoGostoso, você aprende a fazer mousse de chocolate, mousse de doce de leite, mousse de limão, mousse de manga e muitas outras delícias. E que tal conferir a receita de mousse de morango com a fruta? Sim! Sabe aqueles morangos que estão na geladeira e você não sabe o que fazer com eles? Chegou a hora de usá-los em uma sobremesa para lá de maravilhosa.
Confira a receita a seguir:

Receita de mousse de morango com a fruta

Ingredientes

1 caixa de morangos
1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
1 pacote de gelatina incolor sem sabor
6 colheres (sopa) de água morna

Modo de preparo

O primeiro passo é higienizar os morangos. Certifique-se de remover os galhos e as folhinhas.
Na sequência, corte-os, coloque-os no liquidificador e bata. Se quiser, separe alguns morangos para decoração.
Acrescente o leite condensado e o creme de leite e continue batendo por alguns minutos.
Enquanto isso, hidrate a gelatina com a água morna por aproximadamente 5 minutos.
Em seguida, acrescente a gelatina hidratada com o liquidificador ligado.
Bata por mais 5 minutos para a mistura ficar bem homogênea.
Você pode colocar a mousse em potinhos individuais ou em um refratário grande.
Leve para a geladeira para firmar por pelo menos 4 horas antes de servir.
Decore com os morangos reservados.

Essa mousse fácil e deliciosa pode ser preparada com qualquer fruta: basta triturá-la bem antes de acrescentar os outros ingredientes.

 

 FOTO: Ilustrativa

 

Continuar leitura...

Entretenimento

Seu bebê só pode comer uva e jabuticaba deste jeito: nutricionista faz alerta

mm

Publicado

em

[GIULIA EBOHON] O momento de inserir novos ingredientes na alimentação do bebê é sempre recheado de dúvidas.

Conforme expõe a nutricionista Andreia Friques, de modo geral qualquer fruta pode estar presente no novo cardápio do pequeno, contudo é necessário ter alguns cuidados.

Algumas frutas são laxantes e outras dão mais energia, então é necessário saber dosar o quanto oferecer, além de ficar atento às particularidades do pequeno.

Além disso, algumas frutas devem ser apresentadas, de preferência, quando o bebê já tiver um maior controle da mastigação, pois podem oferecer riscos de engasgar. É o caso da uva e da jabuticaba.

Atenção ao corte das frutas

Tanto a uva quanto a jabuticaba são uma ótima opção de fruta para o pequeno, contudo, a nutricionista chama atenção para um cuidado indispensável na hora de oferecer as frutas.

A especialista explica ser necessário fazer um corte longitudinal no alimento, e retirar suas sementes. Essa orientação é essencial para evitar engasgamento.

Alimentos pequenos pedem atenção

Alimentos pequenos, como uva, jabuticaba, tomate-cereja, entre outros, são de tamanho semelhante aos das vias aéreas dos bebês e, por isso é necessário um corte longitudinal, para que não haja riscos dele engasgar ou sufocar.

Continuar leitura...

Entretenimento

Saiba o horário do eclipse com ‘superlua’ hoje nos Estados brasileiros

“Superlua de sangue”, momento de maior proximidade entre o satélite e a Terra, poderá ser vista às 2h41 (horário de Brasília).

mm

Publicado

em

[Giuliana Saringer, do R7O eclipse total da lua vai ocorrer na madrugada deste domingo (20) para segunda-feira (21) e poderá ser visto em todo o Brasil.

Quem acompanhar o eclipse também poderá observar a “Superlua”, que é o nome dado ao momento em que a lua, que é um satélite natural, está em máxima aproximação com a Terra.

O eclipse estará visível a partir das 0h37 (horário de Brasília), quando a lua ficará um pouco menos brilhante (eclipse penumbral).

Neste momento, a lua ficará avermelhada e, por isso, é chamada de “Lua de Sangue”.

O eclipse total deve ter duração de 1h02, ou seja, os brasileiros podem ver o fenômeno até às 3h43.

Depois disso, a lua volta a ficar mais iluminada até o final do eclipse, às 4h51.

Segundo o Observatório Nacional do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, esses horários valem para as cidades que seguem o horário de Brasília. Os brasileiros de outras regiões devem considerar o fuso causado pelo horário de verão para saber quando conseguirão ver a “Superlua”.

Veja os horários nos estados brasileiros:

Horário de Brasília (com horário de verão: fuso -2 horas)Goiás, Brasília, Minas Gerais, São Paulo, Espírito Santo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Ilhas Arquipélago de São Pedro e São Paulo, Atol das Rocas, Fernando de Noronha, Martin Vaz e Trindade

Fuso de -3 horas: Pará, Amapá, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Maranhão, Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia

Reprodução/ Observatório Nacional

Fuso -4 horas: Amazonas, Roraima e Rondônia

Fuso -5 horas: Amazonas (extremo oeste) e Acre

O Observatório Nacional explica que, “quando toda a Lua está mergulhada na sombra, nós vemos a Lua sem receber luz direta do Sol, mas alguma luz do Sol atinge a superfície da lua por meio da atmosfera da Terra e algumas faixas de frequência da luz solar são filtradas, exatamente como acontece nos crepúsculos matutino e vespertino que estamos acostumados a ver antes do nascer do Sol e após o pôr do Sol”.

O próximo eclipse total da Lua visível no Brasil será em 2022.

Veja as fases do fenômeno:

Continuar leitura...
Anúncio Patrocinado

EM ALTA