Connect with us

Destaque HOME

Conheça os primeiros colocados da Versão Estadual do Prêmio Castro Alves de Literatura 2020

Edelvânio Pinheiro

Publicado

em

Compartilhe

Vocês vão conhecer, em primeira mão, nomes e fotos dos ganhadores das categorias Poema e Conto da Versão Estadual do Prêmio Castro Alves de Literatura 2020.

O concurso literário, que envolve as Versões Interna, Estadual e Nacional, é uma realização da Academia Teixeirense de Letras (ATL).

“O prêmio chega à 4ª edição firme, forte e comprometido com a literatura brasileira, premiando poetas e contistas”, disse o presidente da ATL, Almir Zarfeg, acrescentando que, nesta 4ª edição, o certame foi aberto à participação nacional.

O 1º lugar da categoria Poema foi para Júlio Moreira da Silva, que inscreveu o poema “Música da noite”. Júlio vive na zona rural do município de Alcobaça/BA e é autor de dois livros inéditos de poemas: “Contrastes” e “Expressões”. Escreve poemas há mais de 40 anos tendo predileção pelo soneto, gênero que domina como poucos.

Rômulo Rangel ficou em 2º lugar com “Caverna do eu” e João Victor Caires Souza Braga, em 3º lugar com “Reflexão do século XXI”.

Já o 1º lugar da categoria Conto foi para Yves São Paulo, que inscreveu o conto “Um alemão perdido no sertão”. Natural de Amargosa/B A, ele sempre viveu em Feira de Santana no sertão baiano. É graduado e mestre em Filosofia pela UEFS E UFBA, respectivamente. Editor e fundador da Revista Sísifo (www.revistasisifo.com), é autor de artigos sobre a relação filosofia/cinema.

Journey Pereira dos Santos ficou em 2º lugar com “Acender as velas” e Coracy Teixeira Bessa, em 3º lugar com “Panela que muitos mexem”.

As comissões julgadoras que avaliaram os poemas e contos inscritos na Versão Estadual são formadas por membros da Academia Capixaba de Letras e Artes de Poetas Trovadores (ACLAPT), sob a presidência de Clério José Borges (Categoria Poema) e João Roberto Vasco (Categoria Conto).

Yves São Paulo, ganhador da categoria Conto.

“Foi com entusiasmo que recebi a notícia de ter ficado em 1º lugar na versão estadual do Prêmio Castro Alves”, disse Yves São Paulo.

Ele acrescentou: “A vida de quem se dedica às letras com frequência é um encontro com a negação. A negação de editoras em publicar nossas obras; a negação de leitores em se interessar por ler nossas obras; negação as personagens em colaborar com a continuação do relato sobre suas vidas (de fato, muito intrusivo); negação da caneta em auxiliar-nos a continuar com a escrita; negação da inspiração quando mais precisamos de ideias; negação de nossa própria capacidade em continuar nesse caminho tão tortuoso, tão difícil, de escrever”.

A sessão de premiação está agendada para a noite do dia 14 de março, no auditório da Câmara Municipal de Teixeira de Freitas/BA, mesmo dia do nascimento do poeta Castro Alves, patrono-geral da ATL.

Os autores premiados que não puderem comparecer vão receber os prêmios (troféus, medalhas e certificados) em seus endereços.

Foto de Capa: Zarfeg e Júlio Moreira durante encontro em 2016