Connect with us

News

Criança que tirou foto com Mildson Medeiros é barrada em ônibus escolar

Edelvânio Pinheiro

Publicado

em

Um jovem pai abriu os microfones das redes sociais na noite desta quarta-feira (8) e fez um desabafo que causou tristeza e muita revolta nos moradores de Itanhém. A filha dele, de apenas 10 anos, foi proibida de entrar no ônibus escolar para se deslocar da Escola Marechal Costa e Silva, no bairro São João, a casa onde mora, na rua Emiliano Fernandes, no outro lado da cidade.

Diogo Ferreira Gonçalves, 26 anos, nasceu em Medeiros Neto, mas se sente um água-pretense porque veio pra cá ainda criança, aos cinco anos. Há quase um ano ele está do outro lado do Atlântico, cujo oceano atravessou em busca do pão de cada dia para a família que construiu ainda na adolescência. Por falta de emprego e renda estáveis ele se viu obrigado a mudar-se temporariamente da cidade de Itanhém, onde deixou seus dois grandes amores, a esposa e a filha, além dos pais e amigos, seguindo rumo a Portugal.

Sua filha, Maria Eduarda, uma estudante da rede municipal de ensino de Itanhém foi barrada por duas vezes de entrar no ônibus escolar. A primeira por uma mulher que faz o papel de acompanhante dos alunos e, a segunda, nesta quarta-feira, pelo motorista.

Revoltado, Diogo mostrou toda a sua indignação nas redes sociais contra a atitude do motorista, da mulher que acompanha os alunos e, claro, contra a prefeita Zulma Pinheiro e seu irmão Álvaro Pinheiro, que assina como secretário da Educação.

“Minha filha foi humilhada, ela só queria ir pra casa no ônibus escolar porque é perigoso atravessar toda a cidade [à pé]”, contou o pai. “Se eu tivesse aí hoje eu teria tirado um motorista de um ônibus escolar, minha filha foi entrar no ônibus, eles botaram minha filha pra descer, isso é um constrangimento pra criança e o cara é conhecido meu, diz que é meu amigo, Tonho”, indignou-se, completando. “Pense em um cara que saiu de si, essa corja não tem vergonha na cara”.

Nas redes sociais a criança apareceu numa fotografia, tirada há dois anos, ao lado do ex-candidato a prefeito Mildson Medeiros. Ao Água Preta News o pai não descartou a possibilidade de retaliação em razão da foto.

“Pode ser que sim, esse povo não presta”, explicou Diogo, acrescentando que sua filha gosta de Mildson Medeiros. “Ela adora ele, é encantada com ele”.

ATUALZAÇÃO às 9h17 de 10/05: A pedido da mãe da criança a foto da capa foi substituída. A imagem agora é de Diodo, pai de Maria Eduarda.

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

  1. Avatar

    gLb

    maio 9, 2019 at 8:56 pm

    que vergonha fazer isso com uma criança quanta covardia ném adianta vem em Batinga mem pedir voto mais ja era depois de uma dessa.
    fico triste com esse tipo de atitude tomada por essas pessoa é por isso que o Brazil nunca vai pra frente com pessoas desse carater fico muito indiguinado é yriste vc ver uma coisa dessa acontecer

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *