Connect with us

Destaque HOME

Deem a Sasdelli o que é dele, como a César o que é de César!

Edelvânio Pinheiro

Publicado

em

Por diversas vezes criticamos as atitudes politicamente mesquinhas do presidente da Câmara de Itanhém, mas, neste momento, sejamos justos e vamos dar a Sasdelli Resende (PSDB) o que é dele.

Um vídeo gravado pelo próprio Sasdelli, que circulou nas redes sociais nesta segunda-feira (25), deu muito o que falar, inclusive virou objeto de discussão na reunião ordinária do Legislativo, na noite de ontem (25). Nele, o vereador agradece à prefeita Zulma Pinheiro (MDB) pelo início da pavimentação com blocos sextavados de ruas do bairro Grinaldo Medeiros, do qual Sasdelli é morador.

A verba para o calçamento daquele logradouro foi conseguida a pedido dos vereadores Audrey Correia (PR) e Ronaldo Correia (PC do B), antes das últimas eleições, pelo deputado Claudio Cajado (PP).  Por que, então, Sasdelli publicaria vídeo agradecendo por uma obra que ele nada tem a ver?

Claro que ele tem a ver com a obra sim e, muito a ver, por sinal.

No dia 22 de março de 2017, quando nem se imaginava de onde sairia o recurso para aquele calçamento, Sasdelli Resende apresentou à Câmara Municipal uma indicação – a de nº 19/2017 – solicitando a pavimentação de oito ruas desse bairro.

Tudo bem que a verba é muito importante e que sem ela seria quase impossível que uma administração patética e descomprometida com a municipalidade como a atual gestão reunisse tanto dinheiro para fazê-la. Mas verdade seja dita: o vereador que em menos de três meses de seu mandato demonstrou preocupação com a melhoria da mobilidade do bairro Grinaldo Medeiros foi Sasdelli Resende. Aliás, esta não foi a primeira ação dele na luta pela melhoria daquele bairro. Não cabe aqui enumerar essas ações porque o propósito deste texto não é fazer publicidade para o vereador e sim esclarecer, segundo a nossa opinião, os fatos.

É bom que se esclareça também que, no asfaltamento de algumas ruas da cidade de Itanhém, a situação se deu de forma inversa. A indicação na Câmara Municipal foi feita pelos vereadores Audrey Correia e Ronaldo Correia, mas, a verba do governo do Estado só chegou graças à interferência do deputado Marcelo Nilo (PSB), que, por sua vez, atendeu um pedido da prefeita e do vereador Sasdelli Resende. Eles estiveram em Salvador, juntamente com o secretário da Educação e irmão da prefeita, Álvaro Pinheiro, fazendo a solicitação ao parlamentar.

Engraçado é que, no dia 14 de agosto do ano passado, quando se deu início ao asfaltamento das ruas, este jornalista não ouviu dizer que Sasdelli Resende havia dado qualquer tipo de chilique, pelo contrário, soltou foguete e ficou bajulando a prefeita e seus irmãos nas redes sociais pela conquista, mesmo tendo sido ele quem ajudou a buscar a verba e mesmo não tendo sido ele o autor da indicação na Câmara.

Portanto, deem a Sasdelli o que é dele, como a César o que é de César! Papo encerrado e não se fala mais nisso, por favor!