Connect with us

News

Depois de 4 reportagens presidente proíbe Renato Correia de ter acesso à Câmara de Itanhém

Edelvânio Pinheiro

Publicado

em

Compartilhe

O presidente da Câmara de Itanhém, Sasdelli Resende (PSDB), proibiu o acesso do empresário Renato Medeiros Correia às repartições do Legislativo Municipal. A decisão ocorreu depois que o Água Preta News publicou quatro reportagens sobre o áudio do empresário que vazou nas redes sociais.

Continua depois da publicidade:

No áudio, Renato, que é irmão do ex-presidente e atual vereador Ronaldo Correia (PC do B), disse que era fácil recortar a assinatura de Nem Mendes e de Audrey Correia (PR) para publicar no Diário Oficial da Câmara.

“Eu peguei é… Gelson. Ronaldo, Dema e Sasdelli assinam normalmente. O de Audrey e o de Nem [Whindson Mendes] é fácil, só a gente recortar a assinatura deles e colocar a data certa e publicar, tirar xerox colorida moço, entendeu? A gente tira xerox colorida”, disse.

A portaria nº 029, do último dia 4 de dezembro, ainda não foi publicada no Diário Oficial. Nela, a presidência da Câmara diz que “tendo em vista de um suposto áudio vazado envolvendo o Sr. Renato Medeiros Correia”, fica impedido o acesso dele às dependências da Câmara de Vereadores até que os fatos sejam apurados.

A redação da portaria não é clara, levando ao entendimento de que Renato Correia não poderá se quer assistir às reuniões do Legislativo, uma vez que as dependências de qualquer lugar são todos os seus compartimentos.

Apesar de duras cobranças de alguns vereadores, até o momento não se tem conhecimento de nenhuma portaria assinada por Sasdelli Resende no sentido de apurar fato algum envolvendo o áudio vazado, que é considerado por muitos gravíssimo.

A redação da portaria não é clara e leva ao entendimento de que Renato Correia não poderá se quer assistir às reuniões da Câmara.

Veja as quatro reportagem publicadas sobre o caso:

Áudio de irmão de ex-presidente da Câmara de Itanhém vaza e vereadores estão preocupados se assinaturas foram falsificadas

Vereador que teve seu nome citado em áudio que vazou diz que documento já desapareceu da Câmara de Itanhém

Preocupados com assinaturas que podem ter sido falsificadas vereadores cobram atitude do presidente da Câmara de Itanhém

Nem Mendes quer saber porque Renato Correia tem livre acesso a todas as repartições da Câmara de Itanhém

FOTO DA CAPA/Arquivo: Renato Correia.