Connect with us

News

Em igreja Álvaro diz que prefeita fez chover e que, por causa dela, o evangelho cresceu em Itanhém

Edelvânio Pinheiro

Publicado

em

Compartilhe

Álvaro Pinheiro, irmão da prefeita Zulma Pinheiro (MDB) e secretário da Educação de Itanhém, tem se apresentado mais “santificado” nos últimos tempos.

Na última sexta-feira (4), depois de participar de uma passeata comemorando a chegada de máquinas, que darão início ao asfalto que vai ligar a cidade ao estado de Minas Gerais, o secretário e sua irmã foram a uma igreja e lá usou o púlpito para fazer politicagem com sua velha e conhecida retórica, inclusive fez críticas à oposição.

Álvaro é o maior articulador político da família Pinheiro, que está à frente da prefeitura de Itanhém. Além de secretário é ele quem manuseia as pedras do tabuleiro de acordo com o soprar dos ventos.

Zulma Pinheiro também falou na igreja nesse dia, mas foi bastante ponderada, limitando-se a agradecer pelo apoio e pelas orações. Já Álvaro transformou a irmã numa pessoa sobrenatural, com poderes para fazer chover e determinar o crescimento do evangelho em Itanhém.

“Depois que ela foi prefeita chove todo ano, o ano inteiro chove nessa cidade”, disse Álvaro, lembrando da seca que atingiu toda a região nos anos de 2015 e 2016. Ele não explicou, entretanto, se foi Zulma Pinheiro que também fez chover nas demais cidades do extremo sul da Bahia que, depois de 2017 não teve mais problemas graves de seca.

Álvaro ainda disse que depois que Zulma Pinheiro se tornou prefeita o evangelho cresceu no município de Itanhém.

“O evangelho passou a crescer nessa cidade todo dia e vidas passaram a ser salvas, o evangelho cresceu, igrejas abriram, vidas foram salvas… o evangelho cresceu nessa cidade a partir do momento em que a prefeita Zulma , constituída por Deus, sentou na sua cadeira”, afirmou.

Nos últimos anos a administração de Zulma Pinheiro e seus irmãos tem sido vaiada pela população, principalmente durante eventos oficiais realizados na cidade e no distrito de Batinga. Na igreja, Álvaro certamente encontra a calmaria de que precisa para vender o peixe da administração e a irmã dele não corre o risco de ser alvo de uma manifestação de desprezo ou reprovação, por meio de gritos e assovios.

OUÇA: