Connect with us

News

“Eu não quero mais cachorrada”, diz Ronaldo Correia, defendendo nova eleição para a Câmara de Itanhém

Edelvânio Pinheiro

Publicado

em

O ex-presidente da Câmara de Itanhém, Ronaldo Correia (PC do B), defendeu uma nova eleição para o Legislativo Municipal, em um áudio que circulou nas redes sociais no final da tarde desta quinta-feira (11).

No último dia 3 o juiz remoto, da comarca de Eunápolis, Otaviano Andrade de Souza Sobrinho, anulou a eleição para o biênio 2019/2020, ocorrida no dia 13 de setembro do ano passado, que elegeu presidente o vereador Sasdelli Resende (PSDB), que é testa de ferro da prefeita Zulma Pinheiro (MDB). Veja reportagem aqui.

O juiz determinou a realização de outra eleição no prazo de 30 dias. Nesse período, a Câmara Municipal, de acordo com a decisão judicial, voltaria a ser presidida por Ronaldo Correia, que teria que convocar novas eleições.

Entretanto, o que se dá para depreender do áudio que circulou em vários grupos de WhatsApp é que o advogado Jonathas Bahia, que é assessor da Câmara, contrariando os interesses de Ronaldo Correia, teria entrado com recurso contra a decisão do magistrado.

“Dr. Jonathas Bahia, aqui é Ronaldo Correia”, identificou-se o vereador. “Eu quero que o senhor retire o [recurso] que o senhor entrou, porque eu quero uma nova eleição”, foi enfático.

Ronaldo Correia, demonstrando interesse em cumprir a determinação judicial, foi áspero com o advogado.

“Eu não quero mais cachorrada, eu quero que decida isso logo de uma vez por todas pra vida de todo mundo andar”, disse, repetindo. “Eu quero uma nova eleição”. Até esta data Ronaldo Correia não havia assumido a presidência.