Connect with us

Destaque HOME

EXCLUSIVO: Elias Botelho lança seu segundo romance, “O homem que desistiu de ser rico”

mm

Publicado

em

O advogado e escritor Elias Botelho acaba de lançar, pela editora paulistana PerSe, seu segundo romance. Trata-se de “O homem que desistiu de ser rico”, que narra a história de Mestre Alípio no dia em que ele é atropelado por um caminhão e vai a óbito.

A trama transcorre enquanto o corpo permanece no IML de Itamaraju, cidade do extremo sul baiano, e é velado em casa pelos familiares, amigos e admiradores. Essas pessoas é que vão contar a saga de Mestre Alípio enquanto era vivo.

Conforme apontou Almir Zarfeg no prefácio, Elias Botelho inova ao se concentrar nos personagens que, com seus depoimentos e flashbacks, imprimem um ritmo veloz à narrativa, que aos poucos vai assumindo feição de romance policial.

À medida que os acontecimentos vão se sucedendo, tanto os personagens quanto os leitores são tomados de curiosidade para saber o que, de fato, aconteceu com Alípio Jesus Santos, que até então gozava de boa saúde, apesar de ser octogenário.  

De maneira competente e envolvente, o autor vai administrando a fala dos personagens que, à sua maneira, explicitam os altos e baixos da saga do protagonista que, antes de tudo, é um cidadão de bem e cumpridor de suas obrigações.

“O autor sabe exatamente o que faz (e pretende): seus personagens são empáticos e, portanto, conquistam os leitores com sua humanidade compartilhada, que atrai e envolve todos”, escreveu Zarfeg.

Essa empatia – que não deve ser confundida com simpatia – se mantém e é renovada a cada ponto de virada. Ou seja, a cada acontecimento novo capaz de incrementar ou mesmo mudar os rumos da história, como o caso extraconjugal e vivido (e abafado) pelo protagonista.

O certo é que, com “O homem que desistiu de ser rico”, Elias Botelho se firma como um autor talentoso do ponto de vista do estilo e da criação de tipos humanos. Sua obra anterior – Trilha Amarga – já deixava isso bem claro.

Lembrando que ele é contista premiado e, também, membro de instituições literárias e culturais, como a Academia Teixeirense de Letras (ATL) e a Federação Brasileira dos Acadêmicos das Ciências, Letras e Artes (FEBACLA).

Em 2018, na Itália, recebeu o “Primeiro Prêmio Absoluto” pela narrativa inédita “Amostra Grátis”.

Acompanhe a pré-venda do novo livro de Elias Botelho aqui:

https://www.perse.com.br/persenovo/livro.aspx?filesFolder=N1561743925312

Leia mais sobre Elias Botelho aqui:

http://www.leiturasplus.com/2018/05/academia-teixeirense-de-letras-elias.html

Os confrades Elias Botelho, Almir Zarfeg e Carlos Mensitieri.

Destaque HOME

Bandidos encapuzados explodem caixas eletrônicos em Jucuruçu

mm

Publicado

em

Moradores da pequena cidade de Jucuruçu, no extremo sul da Bahia, na divisa com Minas Gerais viveram uma madrugada de pânico nesta quarta-feira (17).

De acordo com o site Show Som Rádio Web a agência dos Correios e os caixas eletrônicos do Bradesco e Banco do Brasil foram explodidos por homens encapuzados.

Ainda de acordo com o site bandidos davam cobertura à ação do bando em uma rua de acesso ao local onde estavam os caixas eletrônicos e faziam disparos de arma de fogo para o alto.

Os assaltantes teriam levado um dos caixas eletrônicos e teriam fugido com uma Hilux de cor branca, sentido a cidade de Itamaraju, pela BA-284.

Continuar leitura...

Destaque HOME

Em visita a Itanhém, Fabiano e Rogério Pires fazem doação ao Projeto Club Resgate

mm

Publicado

em

Em visita à cidade de Itanhém, os irmãos Fabiano e Rogério Pires estiveram na sede do Projeto Club Resgate nesta quarta-feira (26). Na oportunidade, eles fizeram doações importantes ao projeto. Fabiano e Rogério doaram, respectivamente, um aparelho abdominal (AB Shape) e dezenas de chuteiras e tênis.

Fabiano Pires, que é dentista e vive em Salvador há muitos anos, foi nomeado um dos onze Embaixadores do Projeto Club Resgate em novembro de 2018, durante as homenagens em torno dos onze anos de fundação do projeto social.

Já seu irmão Rogério Pires vive nos Estados Unidos há bastante tempo e, de lá, contribui frequentemente com o projeto. Às vezes, como agora, ele aparece pessoalmente.

“Recebendo a visita do nosso parceiro no exterior, Rogério Pires, que fez doações importantes. E também do nosso Embaixador, que também fez uma doação significativa, Dr. Fabiano Pires”, disse Manoel Binas, coordenador do projeto, à reportagem do Água Preta News.

O Projeto Club Resgate beneficia acerca de duzentas crianças e adolescentes em Itanhém com escolinhas de futebol. A Embaixada do Club Resgate surgiu, por iniciativa do poeta e jornalista Almir Zarfeg, para apoiar as ações desenvolvidas pelo projeto e, também, atrair mais apoio e ajuda. A iniciativa teve o apoio do empresário Francisco Sampaio Lopes.

“Esse projeto é tudo de bom para Itanhém e iniciativas como a do Embaixador Fabiano Pires, bem como a de Rogério, só fortalecem e motivam esse trabalho em prol das crianças e adolescentes itanheenses. Eles estão de parabéns”, elogiou Zarfeg.

Veja a lista dos Embaixadores do Club Resgate:

01 – Auta Maria Carvalho – Empresária/Teixeira de Freitas

02 – Cícero Bahia – médico/Cabo Frio

03 – Elane Botelho – professora/Itanhém

04 – Erivan Santana – professor/Teixeira de Freitas

05 – Fabiano Pires – dentista/Salvador

06 – Giu Cerqueira – fisiculturista/Itanhém

07 – Patrícia Brito – contadora/Teixeira de Freitas

08 – Sasdelli Resende Afonso – vereador/Itanhém

09 – Ticiana Scalzer – consultora de moda/Teixeira de Freitas

10 – Val Bernardino – empresária/Barra de São Francisco 

11 – Valdey Ferreira – advogado/Teixeira de Freitas 

Continuar leitura...

Destaque HOME

OMS alerta: Criança menor de 3 anos não deve ficar nem um minuto em tablet ou celular

mm

Publicado

em

[Jessica Krieger/VIX] As crianças da geração atual têm acesso à tecnologia praticamente desde que nasceram. As antigas brincadeiras perderam espaço para jogos de no celular, vídeos no YouTube ou filmes no tablet.

Alarmada pelos efeitos da tecnologia sobre as crianças, a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que os pais não deixem os filhos usarem aparelhos eletrônicos antes dos dois anos de idade.

Infância na frente da tela

Segundo a OMS, os pais devem limitar o tempo que as crianças passam sem fazer atividade física, a fim de evitar um estilo de vida sedentário desde cedo. É aí que entra a importância do uso consciente das telas de celular ou televisão.

“Comportamentos sedentários, seja usando transporte motorizado em vez de caminhar, assistindo televisão ou jogando videogame, são cada vez mais predominantes e estão associados a problemas de saúde”, explica o guia preparado pela organização.
O relatório aponta que o sono também influencia o bem-estar físico: dormir poucas horas está relacionado ao sobrepeso e à obesidade na infância, além de problemas mentais entre os adolescentes.

Veja a seguir as recomendações da OMS sobre uso de telas e bem-estar físico, de acordo com a idade de seu filho:

Bebês menores de 1 ano

  • Não usar telas
  • Ficar pelo menos 30 minutos por dia de bruços
  • Não passar mais de uma hora seguida em carrinhos ou cadeiras
  • Dormir entre 14 e 17 horas por dia

Crianças entre 1 e 2 anos

  • Não usar telas
  • Fazer 3 horas de atividade física por dia
  • Não passar mais de uma hora seguida em carrinhos ou cadeiras
  • Dormir de 11 a 14 horas por dia, incluindo sonecas

Crianças entre 3 e 4 anos

  • Não passar mais de uma hora por dia na frente de telas
  • Fazer 3 horas de atividade física por dia, uma delas de maior intensidade
  • Não ficar mais de uma hora seguida sentado
  • Dormir de 10 a 13 horas

Mais tempo no celular, mais sedentarismo

crianca com celular 0118 1400x800 0
SURIYACHAN/SHUTTERSTOCK

A Dra. Juana Willumsen, especialista em obesidade infantil e atividade física para crianças, explicou no relatório como os pais devem agir para tirar os filhos do celular: “Temos que fazer com que as crianças voltem a brincar”.

O objetivo é substituir o tempo que as crianças passam na frente de uma tela por brincadeiras mais ativas, que garantam que eles durmam o suficiente.

A OMS não considera uma atividade como “passiva” se a criança estiver, por exemplo, imitando os movimentos de dança de um vídeo ou falando com um parente distante pelo celular.

Dicas da OMS

Se for para ficar parado, melhor ler para a criança, contar histórias, cantar ou fazer quebra-cabeças. Atividades como estas ajudam no desenvolvimento cognitivo dos pequenos.

“O tempo sedentário tem que se tornar tempo de qualidade. Ler um livro com seu filho, por exemplo, pode ajudá-lo a desenvolver suas habilidades linguísticas “, explica Willumsen. “Uma criança que ganha um tablet para ficar quieta e sentada não recebe a mesma coisa”, acrescenta.

Continuar leitura...
Anúncio Patrocinado

EM ALTA