Connect with us

News

Feliz Dia das Mães com uma bela pintura do músico (e agora pintor) ClauduArte Sá

Edelvânio Pinheiro

Publicado

em

[Almir Zarfeg] Todo Dia das Mães, data comemorada no 2º domingo de maio, é um dia especial. Mais que especial, abençoado, por isso todos os dias deveriam ser dedicados às mamães.

Para celebrar este Dia das Mães de maneira especialíssima, eu resolvi apresentar aos leitores deste portal água-pretense e, especialmente, às mães a mais recente criação artística do meu amigo, parceiro e ‘cumpadi’ ClauduArte Sá.

Trata-se do quadro “Seal Boat” (Barco) que o artista itanheense concluiu recentemente e compartilhou nas redes sociais. A pintura, que é uma marinha, foi dedicada à irmã do pintor, Maria Gardner.


ClauduArte dedica sua mais recente criação à irmã, Maria Gardner .

DuArte tem uma trajetória musical vasta e rica, que vai da MPB à Bossa Rural, estilo que desenvolveu, tendo sido influenciado por grandes nomes como Gilberto Gil, Tom Jobim e Luiz Gonzaga. Ele vive nos Estados Unidos (Pompano Beach, Flórida) há mais de trinta anos, onde ganhou importantes festivais da canção e segue defendendo a música brasileira com talento em solo norte-americano.

Nos últimos anos, além da música, ele resolveu experimentar as cores e as formas, de maneira que já pintou dezenas de quadros. São produções com um toque bem pessoal, livres das exigências acadêmicas, numa (re)criação pictórica que veio para enriquecer o currículo do artista e ampliar seu público.

Sensível e ousado, o artista tem experimentado também outros materiais, como tecidos, linhas e madeiras, numa abordagem para além da tela e do papel.

As pinturas de DuArte – nas quais inclui o desenho – apresentam uma profusão de cores e traços, que muitas vezes remete a estilos consagrados como, por exemplo, o cubismo, graças às pinceladas geométricas. Mas, no geral, predomina um abstracionismo que atrai e, ao mesmo tempo, cativa nossa sensibilidade.

A temática – diga-se de passagem – flutua entre o musical (instrumentos e notas musicais), o marítimo (barcos e peixes), o urbano (cidades e pessoas) e o natural (paisagens e bichos).

Os shows de ClauduArte, que já eram bem temáticos, ficaram mais diversificados e densos com a exposição das pinturas. Denominadas “Music and Paintings”, as apresentações se transformaram em espetáculos pros olhos e ouvidos mais exigentes, tamanha a sintonia entre música e pintura.

Assim o filho de Dona Edna chega à maturidade artística ativo e, sobretudo, disposto a inovar e enriquecer sua carreira. Isso só faz crescer o orgulho e admiração dos seus amigos e fãs em Itanhém, na Bahia, no Brasil e na terra do Tio Sam.  

No ano passado, como reconhecimento por tudo que DuArte representa pros itanheenses, ele teve o nome incluído na lista dos “60 homenageados” durante o 60º aniversário de emancipação política de Itanhém. Uma iniciativa da Academia Teixeirense de Letras e do portal Água Preta News.

No próximo dia 25, o artista polivalente vai estar em Vitória/ES, das 9h às 19h, para ministrar juntamente com Eliziária e Glória Andrade um Workshop de Expressão Artística, envolvendo vocalização, desenho, composição musical, poesia, biodanza e, ao final, um show maravilhoso.

Desde já, ficamos na torcida para que a vinda de DuArte ao Brasil seja repleta de sucesso e que ele possa, se possível, dar um pulo até o extremo sul da Bahia. Porque será sempre bem-vindo às cidades da região, especialmente a Itanhém, sua terra do coração tão bem cantada em verso, prosa e notas musicais.

Os tempos agora são outros e a cidade não é mais aquela de 2013, quando, na Casa da Cultura, o ilustre músico abriu as festividades do 55º aniversário de Itanhém com uma apresentação inesquecível. Mas continua sendo a nossa Água Preta! Enfim, a nossa mãe acolhedora e inspiradora.

ARTE DA CAPA: Dona Edna, mãe do músico e artista plástico ClauduArte Sá e o quadro dele “Seal Boat” .

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

  1. Avatar

    Maria Elisiária Sá Scaramussa

    maio 14, 2019 at 9:00 am

    Nossa… agora meu coração quase saltou do peito, tamanha a emoção que senti ao ler essas tão bem traçadas linhas escritas pelo amigo Zarfeg.
    Sinto-me muito horada de ter ClauduArte como irmão, amigo, uma presença tão intensa e importante não só para a família de sangue, mas para todas as pessoas que tem oportunidade de conviver com ele. Gratidão pelo merecido reconhecimento!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *