Connect with us

Destaque HOME

Homem com fraturas há duas semanas tinha certeza que prefeita seria a mãe da saúde e ia ajudar ele a se aposentar

Edelvânio Pinheiro

Publicado

em

Compartilhe

Enquanto a prefeitura de Itanhém realizava o São João com a contratação da dupla sertaneja João Bosco e Vinícius e a Câmara Municipal aprovava décimo terceiro salário e férias para prefeito, vice-prefeito, vereadores e secretários municipais, um homem de 49 anos, de família tradicional da região do córrego da Água Fria, padecia há mais de duas semanas com fraturas no braço esquerdo.

Domingos Pereira de Souza, o ‘Domingão da Água Fria’, caiu de um cavalo quando, para ganhar um trocado, ajudava vaqueiros da região campear uns animais. Ele tem uma deficiência no pé esquerdo, que compromete os movimentos e o equilíbrio de todo o corpo. Mora sozinho num casebre de taipa na beira do córrego, sem o mínimo de condições de sobrevivência. Lá falta água tratada, energia e até banheiro. As necessidades fisiológicas são feitas ali mesmo, no mato, como os homens primitivos e não recebe nenhum benefício do governo.

Como se não bastasse toda essa dificuldade, há mais de 15 dias Domingão vem gemendo as dores das fraturas. No primeiro momento ele teria passado por um posto médico e, na secretaria da Saúde, de acordo com Carmindo Alves Lemos, pediram para ele aguardar em casa por uma vaga na cidade de Teixeira de Freitas. A informação de Carmindo foi confirmada por Domingão, na noite desta terça-feira (26), à reportagem do Água Preta News.

Carmindo, que é mai conhecido como Nego Nem, é professor há 25 anos em Vila São José. Além disso é atleta, incentivador do esporte e preside a Associação de Pequenos Produtores daquela localidade. Na verdade, depois da morte do vereador Manoel Messias, é ele que a população mais carente procura quando está com alguma dificuldade. Carmindo disse à reportagem que os familiares e o próprio Domingão sempre votaram na família da prefeita Zulma Pinheiro.

“Ele [Domingão] me disse que tinha certeza que ela era a mãe da saúde e ia ajudar ele a se aposentar”, explicou o professor. Triste engano.