Connect with us

Destaque HOME

Homem que arrastou cão até a morte é condenado a mais de 3 anos de prisão

Publicado

em

Compartilhe

 

Manoel Batista dos Santos Júnior, que arrastou um cachorro até a morte em Jaguaré, no Espírito Santo, foi condenado a pena total de 3 anos, 3 meses e 21 dias, além de 47 dias de multa, a ser cumprida em regime semiaberto. Ele é filho do ex-prefeito de Itanhém, Manoel Batista dos Santos, o Neco, e irmão da ex-prefeita Zulma Pinheiro (MDB).

Relembre:

Sou agora apenas o cachorro cor de caramelo que viveu pelas ruas de Jaguaré

Emocionante: Jan Santos dá vida à fábula de Edelvânio Pinheiro, sobre cachorro que foi arrastado até a morte em Jaguaré

O crime aconteceu na noite do dia 12 de outubro do ano passado. O veículo que o agressor dirigia foi flagrado por câmeras, arrastando o animal “com vontade livre e consciente em via pública, entre as ruas Treze de Dezembro e Terezinha Deprá Trevisan, no centro de Jaguaré”, de acordo com o Ministério Público daquele estado.

Ainda de acordo com o Ministério Público, o acusado, que na época do crime morava em São Mateus-ES, estava em Jaguaré na casa de amigos, quando visualizou o cachorro próximo ao carro que dirigia. Para a promotoria, Manoel Batista “decidiu matar o animal, pegando uma corda de varal, amarrando-o pelo pescoço no para-choque traseiro do veículo e arrastou o cachorro em via pública”.

Depois da triste cena, o agressor parou o carro, desamarrou o animal e ainda o empurrou com o pé, deixando-o próximo a calçada da rua.

Manoel Batista foi preso graças a imagens de câmeras de segurança que filmou toda a barbárie. No dia seguinte ele foi ameaçado por populares, que chegou a depredar o seu veículo que ainda estava com um pedaço da corda amarrada ao para-choque. Temendo pela vida, o irmão da ex-prefeita foi à Delegacia da Polícia Civil de Jaguaré e confessou o crime. Ele chegou a ficar preso por dois meses no ano passado, mas foi solto após conseguir um habeas corpus e pagar fiança.

Ouvido pelo G1 Espírito Santo, Manoel Batista disse que está morando atualmente em Vitória e que recorreu da decisão.

Triste cena: cachorro é arrastado até a morte.