Connect with us

News

Internauta sugere jegue ou cavalo como melhor meio para se deslocar a Batinga

Publicado

em

Compartilhe

A situação das estradas de Itanhém piorou com as chuvas que atingiram o município nos últimos dias. Apesar de serem consideradas fracas elas deixaram vários trechos intransitáveis.

Na manhã dessa sexta-feira (9), por exemplo, os internautas mostraram nas redes sociais imagens da BA-290, no trecho que liga a cidade de Itanhém ao distrito de Batinga, que faz divisa com Minas Gerais.

No geral, nas fotos e vídeos nota-se que as estradas se transformaram em um verdadeiro lamaçal, em razão da falta de cuidado por parte do poder público, que insiste em fazer paliativos em vez de cascalhamento e desvio de água apropriados.

Um micro-ônibus da empresa Pássaro Branco,  que saiu de Batinga nesta sexta-feira, às 5h30, só conseguiu seguir viagem por cerca de 6 km, tendo ficado atolado em uma ladeira. De acordo com o motorista Paulo Henrique Oliveira, somente depois que um trator de um fazendeiro desatolou o veículo, os passageiros puderam retornar ao distrito.

Ônibus teve que retornar pra Batinga depois de ter atolado na estrada.

Em um grupo de WhattsApp uma internauta disse ter encontrado a solução para se deslocar de Itanhém à Batinga e vice-versa, bem nos moldes antigos, montada em animais.

“Estou vendo que vou ter que arrumar um cavalo ou um jegue pra ir embora”, disse Geane Sousa ou Geane Calixto, como é mais conhecida. Ela está na cidade de Itanhém com dificuldade para se deslocar para sua fazenda, que fica bem próxima à Batinga, desde a última quarta-feira (7). “A situação está feia, nem de moto está dando pra ir não”, reclamou. “O negócio agora é valorizar o jumento e o cavalo e seguir viagem”, sugeriu.

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *