Connect with us

Destaque HOME

“Ir / Longe / Para / E-star / Tão / Perto”: Parabéns, Lohana Mehnati!

Edelvânio Pinheiro

Publicado

em

Compartilhe

As composições que Deus produz têm letras perfeitas e imutáveis e há uma canção bonita hoje, na manhã desta segunda-feira, 26 de novembro. Ela toca minha alma de pai orgulhoso, enquanto um discurso suave e hábil está sendo proferido em um dos auditórios da UESC, em Ilhéus, pela minha filha Lohana Mehnati.

Mas, na verdade, a música de esperança que ouço neste momento começou no dia em que levei a filha elegante e sincera a Itabuna para tentar o vestibular de Medicina Veterinária. Foi nessa ocasião que, em frente à universidade, nos fotografamos e sonhamos com os portões daquela instituição de ensino abertos. Depois de um breve silêncio, Lohana deixou revelar o sonho que havia nascido em sua alma: “Se Deus me permitisse estudar aqui, eu seria a pessoa mais feliz do mundo”.

Tentei concentrar os sentidos nos pássaros que cantavam, afinal, naquele momento, não podia perder o controle e chorar. Foram três dias em uma humilde pousada, para que minha filha pudesse enfrentar aqueles dias exaustivos de vestibular.

Ela enfrentou, foi guerreira, mas perdeu.

Choramos juntos. Certamente a música de Deus precisava dar uma volta no jardim para se inspirar um pouco mais. Lohana não deixou de crer, mas, naturalmente, ficou às voltas com seus pensamentos, questionou e pintou um quadro de porquês em seu âmago.

A mãe dela – com a percepção e a sabedoria inspiradas no Deus da vida – profetizou que o momento da filha iria chegar. E, assim, pouco tempo depois, graças ao excelente resultado do ENEM, estávamos todos, pai, mãe e filha, em Ilhéus, na UESC, fazendo a tão sonhada matrícula dela no curso de Medicina Veterinária. Lohana fazia Biomedicina, em Teixeira de Freitas, mas embarcou de vez no sonho para escrever a história que, de fato, desejava.

As canções divinas sempre me impressionaram e hoje me comovem pelo capricho da letra, pelo cuidado inigualável e pelo amor que não tem como descrever. Minha filha deve ter acordado mais cedo para agradecer pela honra de ouvir a musicalidade do Deus que ela serve tão penhoradamente chegar de forma especial e suave aos seus ouvidos. Pelo que conheço da minha doce menina, por mais segura que estivesse, deve ter ficado um pouco nervosa ao entrar para apresentar o seu Trabalho de Conclusão de Curso, por sinal muito bem construído.

Essa etapa da composição de Deus na vida da minha herdeira termina hoje e, amanhã, outra tão perfeita quanto essa haverá de começar, dando vida a novos projetos e impulsionando a roda da existência para seguirmos firmes, sem medo dos obstáculos, sem medo de nada, de mais nada.

Cuidadosa, competente e comprometida com tudo o que faz, Lohana Mehnati – que traz o orgulho de sua terra natal em palíndromo de seu nome – agora é médica veterinária. E, agora também, Deus a fez entender que somente Ele sabe o momento certo de entregar o presente a cada um de nós. No caso dela, o trabalho final de seu curso ocorreu hoje, no dia do seu aniversário.

[Crônica de Edelvânio Pinheiro]