Connect with us

Destaque HOME

Mãe aguarda há um ano por óculos do filho, que vai repetir a série por problemas na visão em Itanhém

Edelvânio Pinheiro

Publicado

em

Compartilhe

Ivanuza Almeida de Sousa, 48 anos, tem uma casa simples na rua Joventino Francisco Rosa, no bairro Monte Santo, na região conhecida como Casas Populares, na periferia da cidade de Itanhém. Ela é mãe de sete filhos, mas vive apenas com dois deles, um menino de 10 anos e uma adolescente de 13.

Desempregada, sua única fonte de sobrevivência são R$ 200, que recebe do programa Bolsa Família, do governo federal. O sonho de arrumar um trabalho para dar uma melhor condição de vida aos filhos mais novos, definitivamente, se desmoronou na manhã desta segunda-feira (28), quando declarou que não mais acredita na promessa de emprego que, segundo ela, a prefeita fez nas últimas eleições municipais.

“Eu corri atrás desse serviço de Zulma aí, mas ela não me arrumou”, disse. “Vou falar a verdade pra o senhor: eu votei nela e ela prometeu que se votasse iria arrumar o serviço para as pessoas; arrumou pra uns e outros não”, fez questão de enfatizar. “Nas vezes que estava na política [período eleitoral] ela foi lá em casa e disse que se ganhasse ia arrumar o serviço pra nós”, explicou.

De acordo com Ivanuza seu filho de 10 anos tem problema de visão, que o atrapalha nas atividades escolares. Estudante do quarto ano, o garoto, de acordo com sua genitora, vai ter que repetir a mesma série porque não teve acesso aos óculos de um exame feito em um mutirão, no início do ano passado.

“Zulma disse que pudesse fazer o exame que quem não pudesse comprar os óculos ela iria dar e aí fez o exame do menino, veio a primeira remessa e o menino ficou em falta. Mandaram ir na secretaria [Saúde] atrás desses óculos e eles falaram que agora precisa fazer outro exame. Quando ele vai estudar, o caderno tem que está bem pertinho porque meu filho está ruim das vistas. Se eu tivesse condições eu já tinha comprado”, finalizou.