Connect with us

Destaque HOME

“Prefeita reconhece que a educação é a base para a melhoria de qualquer grupo social”, diz secretária de Jucuruçu

mm

Publicado

em

“Muito ainda precisa ser feito”, admitiu a secretária da Educação de Jucuruçu, Maria do Carmo Pereira, durante entrevista feita pelo radialista Damião Alves para o Água Preta News, mas, a forma como o ensino vem sendo gerenciado e como os recursos didático-pedagógico vêm sendo aplicados, a educação do município pode servir de modelo para prefeituras de todo o país.

Os repasses de recursos financeiros para a merenda e transporte escolar são poucos, mas a prefeitura de Jucuruçu complementa o restante, de modo que o município oferece uma merenda de qualidade e atende todas as rotas existentes no transporte de alunos.

Secretária Maria do Carmo.  

Para a secretária, o segredo do avanço da educação de Jucuruçu se deu em razão do melhoramento do espaço físico das unidades, da disponibilização de material pedagógico de qualidade, do pagamento em dia dos funcionários e da capacitação dos servidores.

Todas as unidades escolares da rede municipal de ensino, inclusive creches e escolas de vilas e distritos dispõem de um material avançadíssimo, com todos os recursos didático-pedagógico necessários para o desenvolvimento de alunos, da pré-escola ao ensino fundamental. São objetos, jogos, brinquedos, livros diversos, inclusive para quem tem necessidade especial. Cada escola tem uma tenda, onde é montada a biblioteca itinerante, que é composta por mais de 800 livros, além de jogos e brinquedos.

Veja a entrevista:

EDUCAÇÃO É A BASE

“A educação de Jucuruçu melhorou muito na gestão de Uberlândia. A prefeita reconhece que a educação é a base para a melhoria de qualquer grupo social. Embora tenhamos ainda que avançar, sabemos que estamos no caminho certo e já estamos colhendo frutos da semente que plantamos lá no início, em 2013, quando iniciamos o nosso trabalho. Mas a gente percebe que ainda tem muito que ser feito. De lá pra cá melhoramos as unidades, a capacitação dos servidores, o atendimento e o respeito ao servidor foi o principal. Embora o pagamento seja um direito, ele não era feito [com regularidade] e hoje o servidor tem o pagamento em dia. Uma das coisas que a prefeita mais enfatiza em suas falas é o respeito que se deve ter com o servidor. Nós sabemos que a educação é a base e por isso precisamos melhorar cada vez mais a qualidade do ensino oferecido aos alunos da rede municipal, inclusive por meio da valorização dos profissionais e pela disponibilização de recursos pedagógicos em cada modalidade de ensino. O ano letivo inicia com escolas reformadas e ampliadas. Outras escolas também serão construídas, além da aquisição de materiais e a execução de projetos pedagógicos nas escolas. O mais importante de tudo, entretanto, é que o sistema de ensino que implantamos tem agradado professores, alunos e pais de alunos”.

MERENDA ESCOLAR

“Graças a Deus esse tema eu encho a boca pra falar. A prefeita faz a complementação financeira, já que o recurso que vem é pequeno. Mas essa complementação apenas não resolve. Fizemos um planejamento, sob a supervisão de profissionais habilitados, das necessidades reais dos alunos de acordo com a faixa etária e a modalidade de ensino, levando em consideração a localidade de cada escola. Também, os produtos adquiridos são de qualidade e a preparação dos alimentos é feita por servidoras dedicadas e competentes em cada unidade escolar”.

TRANSPORTE ESCOLAR

“Como na merenda, o transporte escolar precisa também ser complementado pela prefeitura, porque o recurso também é muito baixo. Nós temos alguns ônibus do projeto “Caminho da Escola”, mas são insuficientes para atender a demanda. Há os serviços terceirizados, mas que é feito com qualidade. A gente sabe que é necessário o acompanhamento do poder público, que é feito através do Conselho [Municipal de Educação] que, por sua vez, avalia a qualidade e a gente conta ainda com a participação dos pais, que dizem o que precisa melhorar. A cada ano surgem novas rotas e mais alunos e procuramos atender a todos”.

 

“Peço que toda comunidade visite as escolas, conheça os materiais e participe pois, educação de qualidade se faz em conjunto. Ninguém educa sozinho e ninguém faz nada sozinho”

 

FECHAMENTO DE ESCOLAS

“Algumas escolas foram fechadas desde o início desta gestão e isso aconteceu por falta de alunos nas comunidades, visto que a maioria das nossas unidades são no meio rural e, por conta de ainda haver êxodo rural em Jucuruçu, acabou diminuindo o número de alunos. Tudo foi feito com a autorização do Conselho Municipal de Educação”.

MATERIAIS DIDÁTICOS

“Esse projeto veio para melhorar a qualidade da educação. A gente entende que, quando o aluno ler mais ele escreve melhor, fala melhor e, consequentemente, pensa melhor. Os materiais utilizados são objetos, jogos, brinquedos, livros diversos, inclusive para quem tem necessidade especial. O projeto conta com um grande acervo que atende todas as unidades da sede, distritos e vilas de Jucuruçu. São bibliotecas itinerantes de 18 metros quadrados, que pode ser levada para qualquer lugar, onde a escola queira levar seus alunos para realizar as atividades. Cada biblioteca é composta por 820 livros, jogos, brinquedos e o professor consegue trabalhar inclusive utilizando as sugestões didáticas que vêm acompanhando o material”.

NINGUÉM EDUCA SOZINHO

“Peço que toda comunidade visite as escolas, conheça os materiais e participe pois, educação de qualidade se faz em conjunto. Ninguém educa sozinho e ninguém faz nada sozinho. Se as cidades circunvizinhas quiserem conhecer o nosso projeto sintam-se bem vindas”.

Destaque HOME

Greve afeta postos de combustíveis em Itanhém e pode provocar desabastecimento em supermercados

mm

Publicado

em

O protesto dos caminhoneiros contra o aumento do diesel, em todo o país, que chegou ao quarto dia nesta quinta-feira (24), já deixa postos sem combustíveis e supermercados com abastecimento comprometido na cidade de Itanhém.

O Água Preta News conversou nesta manhã com empresários dos ramos de supermercado e combustíveis.

Os dois postos do empresário Volnei Barbosa estão praticamente com o estoque zerado.

“Fizemos um pedido de gasolina desde sábado e ficou de chegar na terça e não chegou e até hoje os caminhões estão parados na base. Já estamos com falta de gasolina, o diesel tem muito pouco no estoque e temos etanol ainda”, afirmou.

Achiles Ribeiro disse que a greve dos caminhoneiros está afetando tanto no abastecimento quanto no preço.

“As empresas que tem o produto e tem como entregar estão abusando, cobrando a mais, entre 20 e 30 centavos e isso reflete nos postos e no bolso do nosso cliente. Meu estoque está pequeno e se uma carga que pedi desde segunda feira não chegar hoje, amanhã não terá mais produto no tanque”, explicou.

A gasolina do posto de Rodomarck Correia, que tinha previsão para atender a sua clientela até o próximo domingo, zerou o estoque no início da tarde.

“A greve está afetando e ninguém tem estoque porque os tanques são entre 5 mil e 10 mil litros e a greve é sempre uma surpresa [sem oportunidade para estocar produtos]. As bases não estão mais abertas para nos abastecer”, destacou.

Correia ainda é proprietário de um supermercado na cidade e está preocupado, pois as compras feitas na semana passada pode não chegar nesse final de semana ou na semana que vem.

“Se não chegar vai afetar o abastecimento no supermercado, principalmente nos produtos perecíveis”, assegurou.

Para Jádson Afonso a greve atinge todo o comércio de Itanhém.

“No caso da minha mercearia, por enquanto, ainda está normal, mas se mantiver a greve por mais dois ou três dias vamos ter dificuldades, vai faltar mercadorias”, disse.

Everaldo Pires disse que até o momento não houve desabastecimento em seu supermercado porque seu estoque tem sido suficiente.

“Temos um estoque muito bom, mas, se a greve durar mais dois ou três dias, pode ser que vá faltar alguma verdura. Vamos aguardar esse final de semana para ver o que vai acontecer”, avaliou.

O supermercado de Ranyere Correia, nesse primeiro instante não foi afetado. Mas ele demonstrou preocupação caso a greve continue.

“Temos um estoque para nos manter pelos menos por 15 dias. Se a greve persistir poderá nos afetar”, afirmou.

O empresário Saulo Cacique disse que a paralisação dos caminhoneiros não afetou o seu comércio porque a greve começou esta semana e seu supermercado tem estoque suficiente.

“O único produto que não temos estoque para trabalhar por um período de três semanas é a linha de frutas e verduras, que não têm como serem armazenadas”, explicou.

Saulo não ver motivo de preocupação e tranquilizou a população.

“Posso garantir à população que, exceção de frutas e verduras, não há motivo para a população se preocupar. Nós não vamos também aproveitar que a greve pode causar desabastecimento e aumentar preço. Estamos trabalhando normalmente como se a greve não estivesse acontecendo, pois, a gente espera que, quando resolver a greve, ainda não tenha afetado em nada a quantidade de produtos que temos em estoque”, finalizou.

FOTO CAPA/Edelvácio Pinheiro: Empresários Everaldo Pires, Jádson Afonso, Ranyere Correia e Saulo Cacique.

O estoque nos postos já está quase zerado.

Continuar leitura...

Destaque HOME

Batinga precisa de um representante que nunca tenha lambido no prato de político algum

mm

Publicado

em

[Edelvânio Pinheiro] Mesmo os mais jovens devem recordar dos muros pichados em Batinga, numa campanha de revolta contra os políticos da época. O pedido era para não votar em ninguém.

Atualmente, o que se ouve dizer é que os batinguenses estão atravessando a divisa para transferir seu domicílio eleitoral e até buscar recursos básicos, como educação e saúde, no território mineiro.

O povo batinguense nos parece politizado quando – se certo ou errado, aí cada um faz seu julgamento – busca, no mínimo, meio de manifestar sua insatisfação, afinal, quem sofre a dor é quem geme.

Não faz muito tempo que um grupo de jovens fez inscrição em uma placa para registrar sua insatisfação com a telefonia daquele distrito. A iniciativa correu trecho e parece ter trazido algum resultado.

Ao que parece, numa análise bem simplória, sem conhecer profundamente o perfil político daquela população, os batinguenses deveriam buscar unir os grupos políticos existentes e, se não grupos, unir os ideais políticos, que ora se divergem, para eleger um representante para a Câmara Municipal.

Refiro-me a alguém que consiga agregar os diversos pensamentos, alguém de consenso que, na sua própria índole de cidadão, demonstre preocupação com o desenvolvimento da localidade. Afinal, o primeiro passo é ter um representante. Um representante de verdade que entenda o processo político, que seja um bom articulador e que, na sua essência, nunca tenha se vendido por dois ou três mil reais para quem quer que seja e nunca tenha lambido no prato de político algum.

Só é digno de representar o povo quem, de fato, tem vontade de fazê-lo, mas que, antes de tudo, tenha compromisso com a sua comunidade. As tampas e os balaios da vida não passam de blá-blá-blás e de conversas fiadas pra boi dormir. Comecemos por esquecer esses oportunistas.

FOTO DA CAPA/Arquivo.: Jovens já deram sinal de politização, quando reclamaram da telefonia em Batinga.

Visão do alto do distrito de Batinga. Foto: Google.

Continuar leitura...

Destaque HOME

Após denúncias de supostas irregularidades, MP recomenda suspensão do concurso da Polícia Civil da Bahia

mm

Publicado

em

[G1] O Ministério Público estadual recomendou a suspensão do concurso público da Polícia Civil da Bahia, até que sejam esclarecidas as supostas irregularidades apontadas por candidatos no processo seletivo. Com vagas para delegado, escrivão e investigador, o concurso foi realizado no último dia 22 de abril.

A recomendação foi encaminhada na segunda-feira (21) ao secretário de Administração do Estado da Bahia (Saeb), Edelvino da Silva Góes Filho, e à direção da Fundação Vunesp, empresa responsável pela execução do certame.

G1 não conseguiu contato com a Vunesp até a publicação. A Saeb disse que a Procuradoria Geral do Estado (PGE) deveria se pronunciar sobre o caso, mas o G1 nã conseguiu contato com a PGE.

A recomendação de suspensão do certame é de autoria das promotoras de Justiça Heliete Viana e Rita Tourinho. Segundo o documento, foram protocoladas no MP diversas denúncias de supostas irregularidades ocorridas durante a aplicação das provas da primeira e segunda etapas do concurso.

Entre as irregularidades, estão uso de aparelho celular para fotografar o momento de aplicação da prova, ausência de identificação formal dos candidatos, retirada do gabarito antes do término do tempo estabelecido para a realização da prova, deficiências na fiscalização e descumprimento da proibição do candidato levar consigo o caderno de prova após a finalização do tempo regular.

As promotoras afirmam que as irregularidades foram comprovadas com cópias de fotografias de candidatos com aparelhos celulares no momento da realização da prova, reproduções de conversas realizadas entre candidatos por meio de aplicativos e registros nas redes sociais.

Para Heliete Viana e Rita Tourinho, as provas colhidas apontam para a ocorrência de graves falhas na atuação da equipe de aplicação das provas, em diversos locais que sediaram a primeira e segunda etapas do concurso.

Continuar leitura...
Anúncio Patrocinado

EM ALTA