Connect with us

Destaque HOME

Prefeita se junta à secretária da Saúde para fingir que está varrendo coronavírus das calçadas

Edelvânio Pinheiro

Publicado

em

Compartilhe

 

Desde o início desta semana os moradores de Itanhém demonstram preocupação com o avanço da Covid-19. Através das redes sociais as pessoas deixam transparecer sentimentos de angústia, tristeza e preocupação com o alastramento do novo coronavírus no município.

Apesar de o município ter apenas cerca de 20 mil habitantes, a secretaria da Saúde, na última terça-feira (23), admitiu que a contaminação já está acontecendo por transmissão comunitária. Isso significa que não é mais possível identificar a origem da doença. Nesta sexta-feira (26) o boletim epidemiológico registrou um aumento de 20 notificações, agora são 78 casos.

Moradores relatam problemas na busca por atendimento e na dificuldade em conseguir testagens e medicamentos. O último caso que chocou a população foi a piora no quadro de saúde do pecuarista e pré-candidato a vereador Wilherman Gundin Santos, o Manzinho, que enfrentou sérias dificuldades e teve que buscar a rede particular de saúde para ser atendido, antes de ser transferido para um hospital público na cidade de Ilhéus. A transferência dele aconteceu graças a interferência direta do médico Osmilto Brandão, que é itanheense e está radicado em Salvador há mais de 40 anos.

Enquanto os moradores estão em polvorosa a prefeita Zulma Pinheiro continua agindo como se não estivesse lidando com uma pandemia assustadora e com um vírus altamente contagioso e mortal.

A sensação que se tem é a de que os gritos de socorro da população não chegam aos ouvidos dos responsáveis pela saúde pública no município. Enquanto famílias se veem atordoadas, a prefeita faz pose simulando estar cacetando paralelepípedos em rua que está sendo pavimentada e, acompanhada da secretária da Saúde, Renilda Chapéu, é fotografada fingindo lavar calçadas como medida de precaução contra a Covid-19.

Essas imagens, em vez de marketing, revelam a triste e patética realidade de que, na verdade, não há ninguém no comando da crise da pandemia. E mais: existe nelas a cruel intenção de maquiar a triste realidade do novo coronavírus porque passa a população itanheense.

Oremos! Porque não dá para confiar numa prefeita que, depois de fazer aglomeração e posar ao lado de pessoas sem máscaras, se junta à secretária da Saúde para fingir que está lavando coronavírus das calçadas, usando sapatilhas.

Prefeita faz pose simulando estar cacetando paralelepípedos.