Connect with us

Destaque HOME

Primeira Germina de 2020 traz textos de Almir Zarfeg e Ijail Francisco Amaral

Edelvânio Pinheiro

Publicado

em

Compartilhe

A 1ª Germina de 2020 foi ao ar na noite da última sexta-feira (27) e, como sempre, está repleta de novidades literárias. Além das colunas assinadas por nomes como Márcio Almeida, Anderson Borges Costa e Marcelo Dolabela, tantos outros artistas da palavra marcam presença nesta edição da revista de literatura e arte: Airton Souza, Antônio Carlos Secchin, Braulio Tavares, Beatriz H. Ramos Amaral, Elaine Pauvolid, etc.

O extremo sul da Bahia é representado na publicação editada por Silvana Guimarães e Mariza Lourenço pelos poetas Almir Zarfeg e Ijail Francisco Amaral.

Zarfeg participa com o conto “Hostilidade”, que retrata um pouco o clima hostil desses dias e que poderá ser lido aqui.

Ijail, por sua vez, teve oito poemas de sua autoria extraídos do livro “Cacos de vidro, areia: abecê acidental” e que poderão ser apreciados neste aqui.

“Esta edição de Germina vem enriquecer ainda mais o leque de leituras para serem feitas durante a quarentena imposta pelo coronavírus. A beleza e o bom senso vão salvar a humanidade”, comentou Zarfeg.

Presidente da Academia Teixeirense de Letras (ATL), Zarfeg publicou no final de 2019 o livro de poemas “Sorrie, Sophie!”, que, aliás, foi prefaciado por uma das editoras de Germina.

“Zarfeg salva-se toda vez que constrói um poema, cuja tessitura pode ser lúcida e irônica ou prosaica e metafísica, sempre comprometida com a própria poesia, seu assunto principal”, escreveu Silvana Guimarães. [Edelvânio Pinheiro]

 

Ijail (à dir.) sendo homenageado pelo acadêmico Athylla Borborema.

Os acadêmicos Almir Zarfeg, Enelita Freitas e Fabiana Pinto.