Connect with us

Destaque HOME

Professor itanheense conquista Mestrado em Química pela UESC

Edelvânio Pinheiro

Publicado

em

O professor Antônio Oliveira Rocha (51) acaba de defender sua dissertação de Mestrado com o tema “Inclusão de surdos no ensino de Química em uma perspectiva de experimentação investigativa” na Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) em Ilhéus/BA.

Além da orientadora, professora doutora Luana Novaes Santos, a banca examinadora contou com a participação dos professores doutores Antonio de Santana Santos e Marco Antonio Pinto.

“Foi muito gratificante, tendo em vista que a comunidade surda, como todas as minorias, tem avançado muito lentamente em suas conquistas e de certa forma eu pude contribuir com essa clientela no processo educacional”, afirmou Antônio Oliveira à reportagem do Água Preta News.

O professor, que é natural de Itanhém e atua na rede estadual de ensino desde 1993, vive em Teixeira de Freitas desde fevereiro de 2005. Em Teixeira ele atua no Centro Educacional Machado de Assis (CEMAS) com alunos do Ensino Médio.

Assim que se formou em magistério em 1986, em Itanhém, Antônio Oliveira começou a lecionar em Cruzeiro do Sul, distrito do município de Vereda, em 1989. De lá para cá, ele se licenciou em Química pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) e concluiu três pós-graduações em Metodologia do ensino de Química (FIJ/RJ), Tecnologias em educação (PUC/RJ) e Ensino de Química (UCAM/RJ).

Ainda no município de Vereda, Antônio foi convidado pelo então prefeito Francisco Silva Passos, o Carlito Tanajura, para ocupar a Secretaria Municipal de Educação. Aceitou e deu uma contribuição importante com a implantação do Plano de Carreira do Magistério e, também, do Ensino Médio nos povoados de Cruzeiro do Sul e Massaranduba. “Tudo graças ao apoio da equipe de professores e diretores de escola”, ressaltou.

Perguntado como vê a educação na atualidade, ele argumentou com conhecimento de causa: “Vejo a necessidade de toda a sociedade abraçar a educação, contribuindo em todos os aspectos. O que vemos é que a família e a sociedade têm deixado a escola isolada no processo educacional e a educação só vai melhorar se família e sociedade se unirem no mesmo propósito”.

Professor Antônio Oliveira defendendo dissertação de Mestrado na UESC

Antônio Oliveira é da mesma geração dos itanheenses Almir Zarfeg, Milton Guimarães e Paulo Morais, que se destacaram como artista da palavra, gestor público e pastor evangélico respectivamente. “São grandes amigos e sempre que nos encontramos é motivo de alegria”, elogiou, acrescentando, “pois a convivência com os colegas foi muito significativa e enriquecedora”.

Zarfeg, poeta e jornalista, retribuiu: “Toninho é um amigo de ouro e vê-lo brilhar como educador é sempre motivo de orgulho para todos nós”.

FOTO DE CAPA: Antônio Oliveira e os professores doutores da banca examinadora