Connect with us

Destaque HOME

Ruas de Itanhém se assemelham às crateras da lua

mm

Publicado

em

[Gleygue Porto] Em viagem por uma cidade do extremo sul da Bahia, uma frase de para-choque de caminhão chamou minha atenção pela profundidade e originalidade: “É pelos buracos na rua que se conhece prefeito e vereadores”. Nada resume tão brilhantemente a (i) responsabilidade dos nossos representantes.

Ora, senhores, se as ruas da sua cidade estão em perfeito estado, estarão de parabéns o prefeito e os vereadores por terem feito suas obrigações. Contudo, se os buracos das ruas forem uma realidade, existe alguma coisa errada, para não dizer mais…

Diante disso, chegamos à realidade de um reino distante chamado Itanhém. Andar ou dirigir por aqui, tem se tornado tarefa cada vez mais difícil, por maior habilidade que tenha o motorista ao volante. Calçamentos com mais de cinquenta anos de existência se deterioram naturalmente e a manutenção que poderia minimizar os problemas não é feita na mesma velocidade que os buracos vão surgindo a cada dia. Isso pra não citar os contratempos que a população enfrenta com ruas ocupadas por entulhos, ferros velhos e buracos que mais se assemelham às crateras da lua.

A Avenida Maria Moreira Lisboa e a Rua Belho Horizonte, principais logradouros da cidade, têm sido exemplos negativos em relação à mobilidade urbana. Sem manutenção, dirigir nessas vias urbanas exige experiência de piloto de rali. No caso do pedestre a situação é pior, pois o risco de se acidentar ao pisar em um paralelepípedo solto em algum lugar inapropriado ou cair em algum buraco é uma realidade iminente.

Infelizmente essa é a dura realidade das ruas do município que sempre primou por ser uma cidade de “belas praças”, ruas aconchegantes e povo acolhedor. O povo continua acolhedor, as praças nem tanto e as ruas, como disse, se assemelham às crateras lunares.

A Norma Brasileira 9050, trata dos mobiliários urbanos, sobretudo de obras públicas, onde se faz necessária acessibilidade em sua plenitude. Todavia, tal norma, parece não ser do conhecimento do Poder Executivo de Itanhém, que tem poder e obrigação de fiscalização. Nesse patamar surge a célebre pergunta: De quem é a responsabilidade por tamanho descaso?

Vamos lá. A primeira responsabilidade é dos cidadãos sem senso cívico, que colocam seus pertences inutilizáveis em vias públicas, depois o Ministério Público, que se mostra inerte e insensível à causa, também o Legislativo, que deveria, mas não fiscaliza adequadamente o Executivo que, por sua vez, igual a Pôncio Pilatos, lava as mãos e finge que não tem nada a ver com o problema.

O cidadão brasileiro nem é tão exigente com a coisa pública. Infelizmente! Deveria sê-lo porque os salários dos representantes do povo são pagos pela população que, humildemente, exige retorno em forma de serviços. Ora, nobres súditos, temos Lava Jato, desemprego, eleição, inflação, corrupção, traição, desilusão e tantos outros assuntos para nos preocupar, logo, ter ruas em bom estado é um mimo justo e factível no reino de Itanhém.

Dr. Gleygue Porto é advogado e licenciado em Letras Vernáculas.

Continuar leitura...
Anúncio Patrocinado
1 Comentário

1 Comment

  1. antonio batista dos santos

    10 de maio de 2018 at 16:48

    Boa tarde, povo de Itanhém!
    Estive recentemente em Itanhém e percebi que quase todas as ruas apresentam buracos, como diz o Sr.
    Glaygue! Ocorre que o Sr. Bem-ti-vi governou Itanhém e abandonou completamente a cidade,por 8 an os e deixou ruas esburacadas, praças sem reformas e acabamento, e um inchaço de funcionários na Prefeitura. além de hoje ter um patrimônio considerável, quem quiser se certificar disso, somente entrar no site do Tribunal de Contas e no TSE, para averiguar a evolução do seu patrimônio.
    Não é sensato atribuir todos os problemas à atual prefeita, como se tudo caísse do céu, na hora que Ela quisesse.

Deixe sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque HOME

Professora de Itanhém procura por documentos perdidos

mm

Publicado

em

Uma professora que mora na cidade de Itanhém sumiu uma bolsa contendo todos os seus documentos pessoais. Ludgéria Alves Gomes Pereira registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil de Itanhém nesta sexta-feira (1), mas não sabe precisar se o desaparecimento da bolsa ocorreu em Itanhém ou em Teixeira de Freitas.

A bolsa é pequena, de alça e da cor bege. Contatos podem ser feitos no WhattsApp (73) 9 9840-6101

Continuar leitura...

Destaque HOME

Vereadores votam contra solicitação de concurso público em Itanhém

mm

Publicado

em

Na reunião desta segunda-feira (25), o presidente da Câmara de Itanhém, Sasdelli Resende (PSDB) e os vereadores Ronaldo Correia (PC do B), Valdemar Oliveira (PT), Audrey Correia (PR) e Gelson Picoli (PSDB) votaram contra uma indicação de André Correia (PHS), que solicitava à prefeita Zulma Pinheiro o encaminhamento à Câmara Municipal, de um projeto de lei para a realização de concurso público.

Na verdade, desde a semana passada André Correia vem tentando pautar esta indicação, mas, segundo ele, o presidente da Câmara – que tem o poder de decidir quais matérias que devem ser colocadas em votação – não colocou o assunto em pauta.

Nestes casos, o regimento interno do Legislativo Municipal prevê que qualquer vereador pode solicita que sua indicação seja votada pelo plenário e assim foi feito, mas o pedido foi reprovado.

André Correia disse que não vai baixar a cabeça e que vai continuar fiscalizando e apresentando  projetos e indicações em defesa da população.

“Quando aceitarem”, ironizou o vereador.

Além de André Correia votaram a favor do concurso público Deilton Porto, o Caboquinho (DEM) e Luiz Marcos Villas Boas, o Marquinhos (PSB). Whindson Moreira Mendes, o Nem Mendes (PP), não estava presente.

FOTO: Vereador André Correia disse que não vai baixar a cabeça.

Continuar leitura...

Destaque HOME

Carro pega fogo em avenida movimentada de Itanhém

mm

Publicado

em

Um automóvel pegou fogo na Avenida Maria Moreira Lisboa a, mais movimentada de Itanhém, onde funciona o verdadeiro centro comercial da cidade, por volta das 11h30 desta segunda-feira (25).

O Fiat Uno cor branca, placa JOB-5766, de procedência de Serra-ES, segundo informações de populares, tinha em seu interior apenas o condutor, que não se feriu. O trânsito chegou a ficar interrompido, mas já foi liberado com a retirada do carro do local.

O fogo danificou apenas a parte frontal do automóvel. Pessoas que passavam pela avenida e comerciantes ajudaram apagando o fogo com baldes de água.

Continuar leitura...
Anúncio Patrocinado

EM ALTA