Connect with us

Destaque HOME

Vareador faltoso e que não tem dedicação exclusiva à vereança sugere redução salarial para a Câmara de Itanhém

mm

Publicado

em

Na reunião da Câmara de Itanhém da última quinta-feira (05), uma proposta no mínimo duvidosa de Luiz Marcos Villas Boas, o Marquinhos (PSB), sugeriu que o salário dos vereadores fosse reduzido pela metade, para R$ 2.500.

Antes da sugestão de Marquinhos, o seu colega André Correia havia repetido a proposta que fez no dia anterior, na reunião da APLB (Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia), com a prefeita Zulma Pinheiro e o irmão dela, Álvaro Pinheiro, que é o secretário da Educação. André defendeu a apresentação de um projeto de lei para que as chamadas “sobras anuais”, que são repassadas pelo Legislativo ao município, fossem destinadas ao pagamento dos benefícios dos trabalhadores auxiliares da educação.

Marquinhos, que pouco tem se manifestado em defesa dos professores que estão em greve, na Câmara Municipal tentou se passar por bom samaritano em defesa dos educadores, dizendo que o salário do professor é muito pouco e o dos vereadores, que – segundo ele – fazem tão pouco, é R$ 5.000.

Se não o mais ausente, Marquinhos é um dos vereadores que mais falta às reuniões. Já ouve casos em que ele faltou duas sessões consecutivas. Não foram poucas as vezes que ele deixou de estar presente às sessões para debater os problemas de seu distrito e de toda a população do município, para transportar pedras para a cidade de Vitória, no Espírito Santo.

Ao contrário de vereadores como André Correia (PHS) e Sasdelli Resende (PSDB), que têm dedicação praticamente exclusiva ao ofício de vereador, Marquinhos tem outras atividades que o parece deixar financeiramente tranquilo, ao ponto de fazer uma sugestão polêmica como a de baixar pela metade o próprio salário e, por consequência, o de seus colegas também.

O salário de vereador em Itanhém, que legalmente deveria ter 11 vereadores e não 9 apenas, não é considerado alto. Embora não ter sido confirmado pelas Câmaras, o Água Preta News averiguou o salário de vereadores de cidades da região, inclusive de Lajedão, que têm uma população muito menor do que a população de Itanhém.

Em Teixeira de Freitas um vereador recebe R$ 12 mil mensais, em Medeiros Neto, com praticamente a mesma população de Itanhém e dois vereadores a mais, R$ 7.500, e Lajedão reajustou, no ano passado, o salário que era de R$ 3.500 para R$ 4.500.

Buscamos junto aos sites ligados a Justiça Eleitoral e observamos nas declarações de renda do vereador Marquinhos, nas três vezes que ele se candidatou, que seu patrimônio tem diminuído – pelo menos é o que se tem registrado. Em 2008 ele declarou ter R$ 360 mil de bens, em 2012, R$ 260 mil e, em 2016, apenas R$ 162 mil. Mesmo tendo, digamos, ’empobrecido’, Marquinhos defendeu que o salário de vereador seja cortado pela metade.

Se o salário de R$ 5.000 pago aos vereadores de Itanhém levasse em consideração a quantidade de reuniões em que o parlamentar se faz presente, talvez o de Marquinhos chegasse à pouco mais de R$ 2.500. Por via das dúvidas, quanto à assiduidade dos vereadores, o Água Preta News vai encaminhar ofício à Câmara Municipal, solicitando a frequência dos edis no primeiro ano de legislatura.

FOTO: Facebook.

Continuar leitura...
Anúncio Patrocinado
1 Comentário

1 Comment

  1. cleudina

    8 de abril de 2018 at 17:28

    sim ele pode não ser tão presente nas reunios,pelo o motivo sitado no site .isso prova q ele tem trabalho próprio e q nao vevi mamando em prefeitura como muitos , ele simplis mente foi honesto e competente quando fez essa proposta por que realmente o salário de um veriador q faz tão pouco sem esforço físico nem e muito enguanto um frofessor e todos os outros dicionários ta educação trabalam muito sendo uma uma carga horária de 40 a 44 horas semanais enfrentando esforços físicos,mentais e emocionais para educar a população.ganham um salário tão pouco e ainda faltando os completos e com atrasos.Pesquisaram os salários dos veriadores das cidades vizinhas,pesquisam o salário dos professores dos outros estados e ver q são um pouco mais e eles ainda não recebe o suficiente q um proficiona da educação merece.vc está serto marquinhos todos os vereadores tem que ter um outro trabalho próprio pq a maioria ze trabalhar muito mais nada vamos feito em nosso municio .o único que pelo aumenos cobra e briga pelo município esta sendo o André Correia .

Deixe sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Destaque HOME

Vereador solicita intervenção do poder público federal para serviços de urgência e emergência em Itanhém

mm

Publicado

em

Três reportagens do Água Preta News foram anexadas a uma solicitação de intervenção do poder público federal para que a prefeitura de Itanhém, com o fechamento do Hospital Maria Moreira Lisboa, faça funcionar serviços de urgência e emergência para atender a população. O pedido foi feito ao Ministério Público Federal (MPF), na tarde desta segunda-feira (10), na cidade de Teixeira de Freitas, pelo vereador André Correia (PHS).

“A gestora municipal Zulma Pinheiro não tomou providências que tem por obrigação, como disponibilizar um espaço físico adequado para os serviços de urgência/emergência, com profissional médico e equipe multiprofissional, deixando a população descoberta deste serviço”, destacou o vereador ao MPF.

O vereador destacou ainda que nos últimos dias vários pacientes foram deslocados para as cidades de Medeiros Neto e Teixeira de Freitas e que dois deles morreram por falta de atendimento emergencial.

Veja as reportagens que foram anexadas na solicitação feita ao MPF:

População faz manifestação pela reabertura de hospital. Prefeita diz que Itanhém tem 13 médicos

Com hospital fechado mecânico sofre infarto em Itanhém e morre em Medeiros Neto

Sem hospital pai de policial morre em Itanhém após uma hora dentro de Samu

Continuar leitura...

Destaque HOME

Carlos Mensitieri, imortal da ATL, agora é cidadão honorário teixeirense

mm

Publicado

em

[Edelvânio Pinheiro] O engenheiro civil, escritor e poeta Carlos Mensitieri agora é cidadão honorário teixeirense. Ele, que vive em Teixeira de Freitas/BA desde o início dos anos 80 e participou do processo de modernização da cidade, foi indicado à honraria maior do município pelo vereador e presidente do Legislativo Agnaldo Teixeira, o popular Agnaldo da Saúde. No total, 14 personalidades conquistaram o título de Cidadão Honorário Teixeirense na última quarta-feira, 5.

Ele ocupa a Cadeira nº 10 da Academia Teixeirense de Letras (ATL), da qual é tesoureiro e diretor de eventos. Carlos é membro também da Federação Brasileira dos Acadêmicos das Ciências, Letras e Artes (FEBACLA) e da Academia Capixaba de Letras e Artes de Poetas Trovadores (ACLAPT). Além disso, é marquês ligado à Augustíssima e Soberana Casa Real e Imperial dos Godos de Oriente, que é chefiada pelo Príncipe Dom Alexandre Carvalho.

O acadêmico é autor dos livros “Teixeira de Freitas: Uma questão de Planejamento Urbano para a segurança no trânsito” e “Poemas, Letras e Canções”, ambos editados pela PerSe.

“Agradeço a Deus também por minha amada e querida esposa Luciene Mensitieri, companheira de trinta e quatro anos e por meu filho amado Gabriel Mensitieri, responsáveis por minha persistente luta diária”, discursou o acadêmico em nome dos demais homenageados.

Em seu discurso, ele destacou a importância da honraria que finalmente recebeu.

“É sabido que o Título de Cidadão Honorário Teixeirense é a mais alta honraria concedida pela Câmara Municipal de Vereadores do Município de Teixeira de Freitas a moradores oriundos de outros municípios que praticaram atos de relevante interesse social para a população teixeirense”, pontuou.

Carlos acrescentou: “O aumento da responsabilidade social de cada homenageado está diretamente conectado com as ações futuras, onde não cabem frustrações a este Legislativo e tampouco à população teixeirense, que de forma indireta também homenageia cada um, criando com isso novas expectativas positivas com seus honorários cidadãos teixeirenses”.

Almir Zarfeg, presidente da ATL, foi pessoalmente à cerimônia dar os parabéns ao amigo e confrade Carlos Mensitieri. Também se fizeram presentes os acadêmicos Athylla Borborema, vice-presidente da ATL, Marcus Aurelius, conselheiro da instituição, Ramiro Guedes e Valci Vieira, que também é vereador.

“Meus parabéns ao amigo e confrade pela justa e merecida honraria. Parabéns também ao nobre vereador Agnaldo da Saúde pela indicação que, sem dúvida, jamais será esquecida por Carlos e pela ATL”, disse Zarfeg.

Vereador Agnaldo da Saúde e acadêmico Carlos Mensitieri.

Continuar leitura...

Destaque HOME

Funcionária foi demitida por perseguição da prefeita Zulma Pinheiro, diz marido

mm

Publicado

em

Uma funcionária da secretaria de Desenvolvimento Social de Itanhém foi demitida na semana passada e segundo o seu esposo, Uilerman Gundim Santos, o Manzinho, trata-se de perseguição da prefeita Zulma Pinheiro (MDB).

“Fui na passeata pelo movimento em favor da reabertura do Hospital [Maria Moreira Lisboa], a prefeita em retaliação despediu minha mulher, reforçando a perseguição desse povo aí”, disse Manzinho ao Água Preta News.

De acordo com ele, Vanusa Alves Gomes Santos sempre foi uma funcionária exemplar.

“Nunca faltou um dia, a equipe e toda a população gostava dela e a prefeita [demitiu] por perseguição, até mesmo porque nem na manifestação ela estava, quem estava na manifestação fui eu e quem falou fui eu, então, como ela [a prefeita] não teve como me perseguir, perseguiu uma pessoa inocente, que estava fazendo o seu trabalho dignamente”, indignou-se.

Ainda de acordo com Manzinho, a irmã de Vanuza, Ludgéria Alves Gomes, por solidariedade pediu demissão da prefeitura.

Vanusa é tia de Rosilma Pinheiro, a mulher do irmão da prefeita, Newton Pinheiro, que ocupa as secretarias da Administração e Finanças e do Desenvolvimento.

Continuar leitura...
Anúncio Patrocinado

EM ALTA