Connect with us

Sem categoria

Vereadores aprovam projeto da prefeita que acaba com eleição de diretores escolares em Itanhém

mm

Publicado

em

Os vereadores Sasdelli Resende (PSDB), Ronaldo Correia (PC do B), Audrey Correia (PR) e Gelson Picoli (PSDB), que é professor aprovaram, na noite desta segunda feira (15), o Projeto de Lei nº 03/2019, de autoria da prefeita Zulma Pinheiro, que acaba com a eleição de diretores escolares no município de Itanhém.

Os vereadores André Correia (PHS), Deilton Porto, o Caboquinho (DEM) e Luiz Marcos Vilas Boas, o Marquinhos (PSB) estavam presentes, mas abandonaram a sessão antes que o presidente colocasse o projeto em votação. As reuniões são realizadas com o quórum mínimo de cinco dos nove vereadores.

Whindson Mendes, o Nem Mendes (PP) e Valdemar Oliveira, o Dema (PT) não estavam na reunião. Mas, Dema, que é professor, juntamente com Sasdelli e Audrey fazem parte da Comissão de Saúde, Educação, Cultura, Lazer e Turismo que opinou favoravelmente para acabar com a democracia na escolha de diretores escolares.

A escolha de diretores através do voto, inegavelmente, é fruto da luta dos professores, mas foi o ex-prefeito Milton Ferreira Guimarães, o Bentivi (PSB) que apresentou o projeto e sancionou a lei que colocou nas mãos da comunidade escolar o direito de escolher seus gestores. Aliás, não foi apenas na escolha de diretor que a democracia ganhou asas na administração de Bentivi. Para escolher a secretária da Educação, que geriu a pasta durante suas duas gestões, os professores apresentaram uma lista tríplice e Bentivi nomeou Lucineide Gonçalves.

No início da administração da prefeita Zulma Pinheiro (MDB), o secretário da Educação Álvaro Pinheiro, que é irmão da prefeita, já havia mostrado que estava na contramão do tempo quando, na reunião da Câmara de Vereadores do dia 16 de fevereiro de 2017 defendeu que os dirigentes escolares fossem indicados pela prefeita, nos mesmos moldes da gestão de seu pai Manoel Batista, o Neco, quando foi prefeito do município em duas ocasiões. Veja reportagem aqui.

Procurado pelo Água Preta News, o ex-prefeito Bentivi chamou de retrocesso a aprovação do projeto que acaba com a eleição de diretores.

“Como vereador já reivindicávamos a democratização da gestão escolar e quando a gente teve a chance de ser prefeito, colocamos o projeto e foi aprovado”, explicou. “Vejo que foi um grande retrocesso, infelizmente desde o início da administração eles já vinham buscando esta situação, estavam simplesmente esperando um momento oportuno”, concluiu o ex-prefeito.

Apesar do momento delicado com sua filha que, neste momento, passa por um procedimento cirúrgico no Hospital das Clínicas, em São Paulo, o coordenador do núcleo sindical de Itanhém da APLB (Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia), Marco Antônio Pires dos Santos atendeu a reportagem do Água Preta News. Ele soube da votação através da reportagem e classificou o projeto de lei que acaba com a eleição de diretores como um ato de covardia.

“Estou tomando conhecimento agora, meu celular estava até desligado”, disse Marco Antônio. “Eu preciso pensar direitinho, mas pra mim é um ato de covardia uma ação dessas”, antecipou. “Embora tenha pensado que isso pudesse acontecer, a gente não esperava tamanha arbitrariedade”, indignou-se. “Repudio veementemente esta ação da prefeita e dos vereadores que apoiaram tal ação antidemocrática, [eles são] inimigos da educação e da democracia”, finalizou.

Continuar leitura...
Anúncio Patrocinado
1 Comentário

1 Comment

  1. Almir Zarfeg

    16 de abril de 2019 at 07:51

    É como diz o poeta: “Os Batistas serão pau pra /Toda obra até a 3ª geração / Depois vão virar nostalgia / Ou anedota cabisbaixa”.

Deixe sua opnião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem categoria

Não, minha gente, Sasdelli Resende não está simulando o próprio enterro

mm

Publicado

em

Absolutamente, pessoal, Sasdelli Resende não está simulando o próprio enterro ou sepultamento.

Como ele é vereador e, por acaso, presidente da mesa diretora da Câmara Municipal, deveria estar em outro lugar e não dentro de uma vala. Como recebe R$ 6 mil por mês para presidir a Casa do Povo, deveria estar cumprindo as funções próprias de um vereador: legislar e fiscalizar as ações do Executivo.

Não, itanheenses, Sasdelli Resende não pretende se cobrir de terra da cabeça aos pés, numa vala de esgoto, em plena via pública do distrito de Batinga, município de Itanhém.

A pergunta que insiste é: se ele não é trabalhador braçal da prefeitura que recebe um salário mínimo por mês, o que ele estaria fazendo ali, na vala, com uma enxada nas mãos?

Insistir é arte nobre: se ele não é trabalhador braçal nem um simulador do próprio sepultamento, então, o que o vereador faz dentro de uma vala de esgoto à luz do dia?

A resposta, minha gente, é bem simples: Sasdelli pretende apenas fazer poses para fotos que, depois, serão publicadas nas redes sociais. Publicadas, curtidas e compartilhadas. Para o bem e para o mal. Para chamar a atenção, para se promover.

É mesmo muito intrigante a postura do vereador Sasdelli: em vez de cuidar do Legislativo, que tem as funções de legislar e fiscalizar o Executivo, ele prefere tirar fotos de posse de uma enxada numa praça, numa rua ou mesmo numa vala. Enfim, prefere aparecer a todo custo.

Aqui para nós: o secretário de Infraestrutura, Newton Pinheiro, ficaria bonito numa foto tirada de uma vala. A prefeita Zulma Pinheiro, também, ficaria com cara de tocadora de obras. Mas nem um nem outra se expõem à publicidade. Preferem agir entre paredes (públicas) ou nos bastidores.

Apenas o vereador Sasdelli Resende adora pagar um mico fotográfico. E ainda consegue ficar feio na foto.

LEIA também:

Sasdelli experimenta o pão que o diabo amassou… com Coca-Cola, é claro!

Presidente da Câmara de Itanhém transforma ‘tapa-buraco’ num momento cinematográfico e cai no ridículo

Continuar leitura...

Sem categoria

Dia das Crianças: Almir Zarfeg dedica “Três letrinhas” a Mia Ellen, que nascerá até o fim de outubro

mm

Publicado

em

O poeta, escritor e jornalista Almir Zarfeg acaba de aprontar uma travessura, no mínimo, interessante. Ele se inspirou em Mia Ellen para escrever “Três letrinhas”.

A novidade é que Mia Ellen, filha do casal Luiz Augusto e Gisele Ellen, vai nascer até o fim de outubro de 2019. Em plena primavera.

“’Três letrinhas’ é meu presentinho mais que especial para Mia”, escreveu Zarfeg no prólogo do livro infantil.

A obra, que sai pela editora PerSe, constitui um diálogo descontraído entre autor e personagem. Ela é formada por três capítulos intitulados com as letras do antropônimo Mia: M, I, A.

A obra ainda apresenta uma 4ª parte chamada “M + i + a = Mia” e um anexo com dois poemas e uma trova dedicados à pequena protagonista.

 “Três letrinhas” será distribuído gratuitamente às creches de Teixeira de Freitas, que será a cidade natal de Mia.

“O livro é um incentivo à leitura e à propagação da literatura. Uma bela e incrível iniciativa do amigo e confrade Zarfeg”, afirmou a advogada e escritora Gisele Ellen, que é titular da Cadeira 23 da Academia Teixeirense de Letras (ATL).

LEIA trova que Zarfeg dedicou a Mia:

Mia virá na primavera

Vestida de luz e cores,

Para encher a atmosfera

De belezura e amores!

FOTO DA CAPA: Gisele Ellen e Luiz Augusto, pais de Mia Ellen.

Continuar leitura...

Sem categoria

VÍDEO: Conheça o luxuoso e aconchegante escritório de Dra. Kerry Anne

mm

Publicado

em

O novo escritórioda advogada Kerry Anne Esteves, que foi inaugurado na cidade de Itanhém no último dia 1º de outubro, tem uma arquitetura moderna, espaço aconchegante e comodidade bem pensados para advogados e clientes.

Localizado no centro da cidade, entre as ruas Augusto Reis e Joaquim Ferreira, o imóvel foi construído pelo engenheiro Fábio Lopes Rodrigues e decorado pela design de interiores Saneia Santana, que planejaram e organizaram detalhadamente os espaços, estabelecendo uma relação estética e funcional muito agradável em todo o ambiente.

A recepção traz um lindo painel com o nome da Dra Kerry Anne Esteves, assentos luxuosos, TV e lavabo. As salas das advogadas, inclusive da Dra Flávia Soares e Dra Moara Braga, além de móveis planejados, dispõem de toda a tecnologia necessária para a execução das atividades advocatícias.

O espaço ainda dispõe de outros banheiros, copa, dois jardins, garagem com espaço para dois carros, câmeras de segurança e um arquivo de documentos de clientes e do próprio escritório.

Veja vídeo:

Continuar leitura...
Anúncio Patrocinado

EM ALTA