Connect with us

Entretenimento

Viva o Neotrovismo, movimento literocultural que está completando 40 anos de história

Edelvânio Pinheiro

Publicado

em

Compartilhe

 

[Por Almir Zarfeg] O Neotrovismo, movimento literocultural comprometido com a valorização da trova e dos trovadores, começou oficialmente em 1º de julho de 1980, em Vitória/ES, com a fundação do Clube dos Trovadores Capixabas (CTC). Sob a liderança de Clério José Borges e a sugestão do escritor Eno Teodoro Wanke.

A primeira ação da nova entidade literária e cultural foi a realização de um concurso de trovas com a temática “Vitória, Anchieta e Capixaba”. Segundo Clério, o evento fez sucesso e serviu para mostrar a todos a que o Clube viera: dar mais visibilidade à trova.

A partir daí, as ações e projetos de valorização do poema formado por quatro versos setissílabos foram se intensificando, com a realização de eventos, encontros e concursos literários, sempre como forma de congregar os trovadores e, também, divulgar a história e as belezas espírito-santenses.

No bojo dessas realizações todas – com Clério Borges e colaboradores próximos à frente – é que foi realizado o 1º Congresso Brasileiro de Poetas Trovadores. Em 2019, aconteceu a 17ª edição do evento em Iúna, cidade localizada no sul do Espírito Santo.

O Congresso Brasileiro de Poetas Trovadores, vitrine maior do Neotrovismo, reúne poetas trovadores não só capixabas, mas também baianos, mineiros, cariocas, enfim, de todo o país. Além do mais, as cidades escolhidas para sediar o evento acabam beneficiadas pela presença de artistas e turistas durante os dias da festa.

Com a chegada da Academia Capixaba de Letras e Artes de Poetas Trovadores (ACLAPT), em 14 de novembro de 2017, o Movimento Neotrovista Capixaba ganhou mais fôlego. O antigo Clube se tornou Academia e, assim, se fortaleceu ainda mais com a adesão de novos membros efetivos e correspondentes e a intensificação das atividades de sempre. E tantas outras realizações como, por exemplo, a 1ª Antologia Poética da ACLAPT-CTC, da qual participam poetas locais, regionais e nacionais.

O Sarau Poético-Musical da ACLAPT também constitui mais uma boa ideia dos diretores para celebrar os 40 anos do Neotrovismo. Muito bem editados por Alberto Mensageiro, os vídeos causaram sensação nos trovadores. Uma sacada bem-vinda nestes tempos de pandemia em que a nossa locomoção ficou, temporariamente, comprometida. Que a normalidade volte logo.

Outra iniciativa plausível é, sem dúvida, o Troféu Beija-Flor – cunhado em bronze –, para tributar os 40 anos de história do Neotrovismo. Uma preciosidade para guardar na lembrança e, especialmente, no coração.

Dizer mais o quê? Apenas desejar vida longa e inspirada ao Neotrovismo. Aos neotrovadores, também!

FOTO DE CAPA: Clério Borges e Almir Zarfeg em evento da ATL