Connect with us

News

Zarfeg tem nome aprovado para ingressar no Instituto Histórico e Geográfico do Mucuri

Edelvânio Pinheiro

Publicado

em

Compartilhe

O poeta e jornalista Almir Zarfeg teve seu nome aprovado para ingressar no quadro de sócios correspondentes do Instituto Histórico e Geográfico do Mucuri. A aprovação coube à Diretoria Executiva do IHGM.

O poeta foi oficialmente convidado para ser membro do IHGM no último dia 22 de abril. Assim que respondeu ao convite, teve início, conforme o Edital, a “abertura de processo de ingresso de sócios correspondentes” na instituição histórica e geográfica situada na cidade de Teófilo Otoni/MG.

“Fui convidado para ser membro correspondente do Instituto Histórico e Geográfico do Mucuri. Aceitei de pronto. Já enviei a papelada e, agora, aguardo o parecer da Comissão de Admissão de Associados que deve sair em breve”, Zarfeg escreveu em sua página no Facebook.

Naquela oportunidade, ele ainda fez um agradecimento especial à professora Íris Soriano Nunes Miglio e ao professor Wilson Colares da Costa, presidente e secretário do IHGM, respectivamente.

“Agora é aguardar a posse e contribuir, na medida do possível, com essa instituição que cuida tão bem da riqueza histórica, geográfica e cultural das cidades situadas no chamado Vale do Mucuri”, comemorou Zarfeg.

Poeta e jornalista com pelo menos duas dezenas de obras publicadas, Zarfeg preside a Academia Teixeirense de Letras (ATL), com assento na Cadeira 01, da qual é patrono o saudoso Sady Teixeira Lisboa.

Continue Reading
2 Comments

2 Comments

  1. Avatar

    Bita de Itanhém

    maio 13, 2019 at 6:37 pm

    Lembrando que AZ já é membro da Academia de Letras de Teófilo Otoni (ALTO) e embaixador (para a Bahia) do Projeto Resgate Memorial do Jequitinhonha! Parabéns! Viva Água Preta!

  2. Avatar

    Alex Gil

    junho 22, 2019 at 12:50 am

    Nossa quanta novidade. Esse de site de notícias gira em torno de Zulma Pinheiro? Onde estão as demais notícias e acontecimentos do água preta? Será que temos as apenas estas manchetes pobres?

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *